bastidores

Marília Arraes grava vídeo para reclamar de ataques que estaria recebendo

Na publicação, a candidata do Solidariedade critica a gestão João Campos e diz que o Recife estaria esquecido

Jamildo Melo
Cadastrado por
Jamildo Melo
Publicado em 22/05/2022 às 18:49 | Atualizado em 22/05/2022 às 20:00
Foto: Yacy Ribeiro/JC Imagem
Foto: Yacy Ribeiro/JC Imagem
Leitura:

Com a filha mais nova no colo, para acentuar que é mãe, a deputada federal Marília Arraes, do Solidariedade, gravou um vídeo em que reclama de estar sendo atacada pelos adversários nesta fase de pré-campanha.

Ela diz que, em 2020, foi vítima de um vídeo que dizia que ela defendia o aborto e este mesmo vídeo estaria sendo usado novamente contra ela.

Na publicação, a candidata do Solidariedade critica a gestão João Campos e diz que o Recife estaria esquecido. Também critica Paulo Câmara.

"O amor vai vencer o ódio. Pernambuco vai mudar"


Não se sabe ao certo se endereçado justamente para a candidata adversária, mas em Sertânia, onde fez críticas veladas a Marília Arraes, Teresa Leitão, candidata ao Senado da Frente Popular, fez comparações.

"Lula esteve 540 dias preso e todos os dias que subi na Tribuna da Alepe defendi o Lula livre... hoje, todo mundo quer Lula... tem gente escondendo as convicções, o que defendeu anos atrás", disse.

Coincidentemente ou não, aliados da Frente Popular estão fazendo circular nas redes sociais um trecho editado de uma entrevista de Marília Arraes ao Poder 360, em que fala do tema aborto. O material foi produzido e assinado pelo "Direita Pernambuco", ligado aos bolsonaristas. 'Não tem como ela desmentir ela mesma", diz um aliancista.


Comentários

Últimas notícias