transportes públicos

Carlos Veras pede explicações ao governo federal sobre 'privatização' do metrô do Recife

Metrô do Recife pode ser estadualizado e deputado federal fala em risco de privatização

Jamildo Melo
Cadastrado por
Jamildo Melo
Publicado em 25/05/2022 às 13:25 | Atualizado em 25/05/2022 às 13:28
GUGA MATOS/JC IMAGEM
Estação Recife - Metrô - Metro - Passageiros - Mobilidade - Catraca - Ambulante - Policiamento - Policia Militar - Comércio Informal - Comercio Informal - Recife - Fachada Metro - Recife - Vagão - Vagao - - FOTO: GUGA MATOS/JC IMAGEM
Leitura:

O deputado federal Carlos Veras (PT/PE) informou ao blog de Jamildo que solicitou informações atualizadas ao ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, sobre o andamento do processo. O requerimento, protocolado nesta quarta (25), atende a uma demanda do Sindicato dos Metroviários de Pernambuco (Sindmetro/PE).

Ele disse que fez o pedido diante das "notícias do avanço da privatização da Superintendência de Trens Urbanos de Recife e da Companhia Brasileira de Trens Urbanos".

O metrô é um dos principais meio de transporte da população da Região Metropolitana do Recife. Estima-se que mais de 400 mil pessoas utilizam o serviço público diariamente, principalmente para trabalhar. Segundo o parlamentar, faltam diálogo e participação da categoria no processo de privatização dos trens e há uma grande preocupação com a situação dos quase 1,7 mil trabalhadores do setor.

“Caso a privatização se concretize, pelo menos, 40% da mão de obra, mesmo sendo extremamente qualificada, deverá ser dispensada”, afirma Veras.

Além disso, o deputado aponta a necessidade da preservação do papel social do sistema metroviário, “considerando que a pressão por melhor qualidade do serviço mediante menor custo pode resultar no encarecimento das tarifas para os passageiros.”

O deputado Carlos Veras já havia protocolado, no último dia 19, requerimento para a realização de audiência pública na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP) para debater o tema com representantes da sociedade civil e dos governos estadual e Federal. A data ainda não foi definida.


Paulo Câmara pede que Bolsonaro não degrade o Metrô do Recife e espera BNDES para decidir estadualização

Na semana passada, em uma nota de três parágrafos, o governo do Estado pediu que o governo Federal não permita o sucateamento do Metrô do Recife, enquanto tenta repassa-lo ao governo do Estado, em um processo que está sendo estudado pelo BNDES, no Rio de Janeiro. Paulo Câmara observa que ainda não bateu o martelo e que espera os dados da viabilidade econômica para tomar uma decisão.

"Diante da crise pela qual passa o Metrô do Recife, importante meio de transporte público para a população de grande parte da Região Metropolitana, o Governo de Pernambuco espera que o Governo Federal, controlador da CBTU e responsável pela operação e manutenção do Metrô, cumpra com sua obrigação de manter em pleno funcionamento as linhas de transporte do sistema, enquanto se concluem por parte do BNDES os estudos de viabilidade econômica".

"O modelo de gestão que virá a ser proposto pelo Governo Federal ainda deverá ser submetido a diversas instâncias de debate público. O fato de estudar repassar o controle do sistema a outra instância não justifica que o Governo Federal abandone e corte recursos do sistema, afetando diariamente o funcionamento do metrô, como a população tem assistido todos os dias".

"O Governo do Estado se coloca à disposição para construir soluções e, inclusive, a assumir compromissos financeiros com o Governo Federal para garantir que o Metrô não falte aos milhares de usuários que recorrem a ele. Em tempo, a gestão estadual esclarece que não foi firmado nenhum acordo formal sobre a concordância ou não do modelo de operação a ser proposto por parte do Governo Federal. Quando de posse dos estudos do BNDES, o Governo do Estado fará as devidas análises e apresentará suas propostas de investimento e modernização do Metrô do Recife".

Comentários

Últimas notícias