desenvolvimento regional

Governo Bolsonaro premia melhores gestores do setor portuário e Suape é finalista

Iniciativa do Minfra reconhece excelência na gestão do setor em todo o país. Vencedores das nove categorias da disputa serão conhecidos nesta quinta-feira

JC
Cadastrado por
JC
Publicado em 22/06/2022 às 13:23 | Atualizado em 22/06/2022 às 13:28
Divulgação
Porto de Pernambuco ganha destaque nacional mesmo cobrando tarifas portuárias elevadas - FOTO: Divulgação
Leitura:

O Complexo Industrial Portuário de Suape é um dos finalistas do Prêmio Portos + Brasil. A condecoração foi criada pelo Ministério da Infraestrutura para agraciar autoridades portuárias que tiveram o melhor desempenho em nove categorias.  Os vencedores serão conhecidos nesta quinta-feira (23), a partir das 18h, em cerimônia realizada no Clube Naval (Brasília). 

As categorias avaliadas são Execução de Investimentos Planejados; Variação do Lucro Operacional (margem EBITDA); Ranking do Índice de Gestão da Autoridade Portuária (Igap); Crescimento da Movimentação Portos Públicos; Crescimento da Movimentação Granel Sólido Agrícola; Crescimento da Movimentação Granel Sólido Mineral; Crescimento da Movimentação Granel Líquido; Crescimento da Movimentação Container; e Avanço Igap.



Atualmente, Suape conta com um conglomerado de 150 empresas de capital nacional e internacional, em operação ou implantação, cujos investimentos privados ultrapassam R$ 74,5 bilhões.

As empresas do complexo geram mais de 23 mil empregos diretos.

O porto permanece na liderança da navegação por cabotagem e na movimentação de granéis líquidos entre os atracadouros públicos.

Dados da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), do primeiro quadrimestre de 2022, mostram que o porto pernambucano movimentou 5,09 milhões de toneladas por cabotagem – um crescimento de 4,24% em relação ao mesmo período de 2021.

Já na movimentação de granéis líquidos, Suape operou 5,29 milhões de toneladas de janeiro a abril deste ano.

Comentários

Últimas notícias