ESQUEMA DO MEC

Saiba o que Clarissa Tércio disse sobre prisão de ex-ministro e pastores

À coluna do Jamildo, Tércio faz declaração sobre o esquema no MEC

Natan Júnior
Cadastrado por
Natan Júnior
Publicado em 23/06/2022 às 13:34 | Atualizado em 23/06/2022 às 14:49
Leitura:

A deputada estadual Clarissa Tércio (PP) se posicionou nesta quinta-feira (23/06) para a Coluna do Jamildo sobre as investigações do esquema no Ministério da Educação.

A apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (PL) saiu em defesa. "Nosso Presidente será alvo de muitos ataques, na tentativa de enfraquecê-lo politicamente”.

Mantendo uma postura defensiva ao presidente, Clarissa completa: “mas a resposta do seu trabalho, está nas ruas, com a presença maciça do povo, demonstrando seu total apoio e reconhecendo o que tem feito pelo nosso Brasil".

Em relação ao ex-ministro e os dois pastores ela diz: “Cabe à Polícia Federal investigar, e isso já vem sendo feito. Caso seja provado algo contra o ex-ministro e os pastores eles responderão pelos seus atos, na forma da lei”.

O esquema do MEC envolve o ex-ministro Milton Ribeiro e os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, acusados de desvios e liberações de verbas. Eles foram presos nesta quarta-feira (22/06) na Operação da Polícia Federal denominada de “Acesso Pago”.

O casal já se encontra em Caruaru, para prestigiar a chegada do presidente Jair Bolsonaro (PL), que chega para curtir o São João da cidade.

Recentemente Clarissa Tércio e seu esposo Junior Tércio, vereador do Recife, se filiaram ao PP. Em abril deste ano concederam uma entrevista ao editor Jamildo Melo. O vereador este ano concorre para deputado federal e Clarissa tenta reconduzir o seu mandato de deputada estadual.

Comentários

Últimas notícias