CAIXA ECONÔMICA

Contrariando a lei, o ex-presidente da Caixa integrava 21 conselhos e salário impressiona; saiba mais

Ex-presidente da Caixa participava de 21 conselhos administrativos; confira

Natan Júnior
Cadastrado por
Natan Júnior
Publicado em 04/07/2022 às 8:40 | Atualizado em 04/07/2022 às 10:44
ISAC NÓBREGA/PR
Pedro Guimarães pediu demissão após ser acusado de assédio sexual - FOTO: ISAC NÓBREGA/PR
Leitura:

Membro de 21 conselhos de administração ligados à estatal o ex-presidente da Caixa Pedro Guimarães recebia salários acumulados.

Apurado pelo Portal R7, o salário dele saltou de R$ 56 mil para R$ 230 mil. Um dos dados obtidos pelo site, foi quando Guimarães recebeu R$ 230.940 mil no mês de julho de 2021.

PORTAL R7
Valores das remunerações do ex-presidente da Caixa Pedro Guimarães - PORTAL R7

De acordo com o artigo 20 da Lei das Estatais é proibido: "a participação remunerada de membros da administração pública, direta ou indireta, em mais de 2 (dois) conselhos, de administração ou fiscal, de empresa pública, de sociedade de economia mista ou de suas subsidiárias".

Na matéria, especialistas afirmam que Pedro Guimarães pode ser enquadrado em indícios de irregularidades em participar de mais de dois conselhos e pela Lei de Improbidade Administrativa. Isso acontece quando há enriquecimento ilícito, prejuízo ao erário ou violação dos princípios administrativos.

Em nota ao portal R7 a Caixa Econômica Federal disse que devido atualização no Estatuto Social não houve “extrapolação legal”.

Confira trecho da nota da Caixa.

“Em relação ao ex-presidente, não houve extrapolação legal quanto à participação remunerada em conselhos de natureza pública e, após a modificação estatutária, em novembro/2021, houve renúncia à remuneração também dos conselhos privados, limitando-os a dois".

Comentários

Últimas notícias