máquina federal

Nomeação de Danilo Cabral na Sudene amplia força do grupo de Humberto Costa em Pernambuco

Antes da nomeação, na Sudene, Danilo Cabral usou redes sociais para cobrar apoio dos correligionários do PSB

Jamildo Melo
Cadastrado por
Jamildo Melo
Publicado em 07/06/2023 às 8:58 | Atualizado em 07/06/2023 às 10:04
Divulgação
Lula e Danilo Cabral - FOTO: Divulgação

O blog de Jamildo foi o único a destacar a criação de uma nova força política no Estado, que se mostrou no almoço em homenagem a Paulo Câmara no BNB. O prefeito do Recife, João Campos, não compareceu, alegando uma viagem à Brasília, tendo mandado o irmão Pedro Campos representá-lo. Paulo Câmara agradeceu sua indicação a Humberto Costa e Teresa Leitão, quando poderia ter sido candidato ao Senado ou ministro de Lula, caso tivesse apoio do PSB.

Danilo Cabral não cita o PSB nem João Campos na nota de agradecimento por sua nomeação para a Sudene. Quem ele louva? Humberto Costa, que também teve um papel fundamental na nomeação de Paulo Câmara no BNB, ao lado de Teresa Leitão.

O ex-deputado federal já havia registrado insatisfação com os correligionários do PSB após a derrota na disputa, para o governo do Estado, e em breve deve se desfiliar do PSB e ingressar no PT, com as bençãos de Humberto Costa e Teresa Leitão.


Danilo Cabral já poderia ter feito este movimento antes e era esperado dele isto, no PT, que havia inicialmente planejado indicar um correligionário de origem para o cargo. Diego Pessoa trabalha no Consórcio Nordeste e teria bom alinhamento com Paulo Câmara.

Veja os termos da nota de Danilo Cabral abaixo

"Agradeço ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela confiança ao me nomear como superintendente da Sudene. Também quero agradecer à articulação política do senador Humberto Costa, com apoio da senadora Teresa Leitão e do deputado Carlos Veras, e às forças políticas de Pernambuco e demais estados do Nordeste pela nossa nossa indicação.

"Vamos trabalhar muito ao lado do ministro Waldez Góes para o desenvolvimento sustentável e inclusivo do Nordeste, Espírito Santo e Minas Gerais. Temos o desafio estratégico de contribuir para a redução das desigualdades, o aumento do PIB, a atração de investimentos e a geração de emprego na área de atuação da Sudene".

"Nosso compromisso é de fazer isso com diálogo, construindo pontes, retomando o papel de destaque da Sudene na construção de um Nordeste mais justo e igual. A solução para o Brasil passa pelo Nordeste. Como disse Celso Furtado, o 'Nordeste não pesa ao Brasil'."

Edição do Jornal

img-1 img-2

Confira a Edição completa do Jornal de hoje em apenas um clique

Últimas notícias