reforma ministerial

Rui Costa sairá da Casa Civil do governo Lula? Colunista aponta reformas ministeriais em janeiro

Possível nova reforma ministerial em janeiro poderá retirar Rui Costa da Casa Civil. Nomes de Silvio Almeida e José Múcio também são cogitados para sair de seus postos atuais na Esplanada de Lula

Imagem do autor
Cadastrado por

Cynara Maíra

Publicado em 04/12/2023 às 7:08
Notícia
X

Após a indicação do ministro Flávio Dino para o Supremo Tribunal Federal (STF) e a aproximação com o marco de um ano da nova gestão de Lula (PT), é indicado que o presidente brasileiro poderá fazer uma reforma ministerial mais profunda em janeiro. Entre os pontos possíveis de discussão é a de retirada de Rui Costa do Ministério da Casa Civil. 

Colunista aponta que Lula pode cogitar mudar cargo de Rui Costa

De acordo com a coluna de Igor Gadelha no Portal Metrópoles, Lula já sinalizou para a funcionários do governo de que pretende implementar uma nova reforma ministerial, com caráter mais amplo, ainda no início de 2024. É citado que as alterações poderão ocorrer em janeiro, quando o terceiro mandato lulista faz um ano. 

Entre as mudanças cogitadas por Lula está a possível transferência do ministro Rui Costa (PT) da Casa Civil pra presidência da Petrobras, que é regida por Jean Paul Prates.

A suposta troca ocorre após Luiz Inácio afirmar que Prates tem "cabeça fértil". O caso aconteceu depois do presidente da estatal falar sobre a possibilidade da empresa abrir uma subsidiária no Oriente Médio sem informar para Lula.

 

Além desse ponto, os auxiliares do presidente também indicaram de que o sucessor de Flávio Dino para o Ministério da Justiça também estará incluso nessa nova reforma. Como a posse de Dino no STF só deve ocorrer em fevereiro, o ex-governador do Maranhão continuará na pasta antes da nova nomeação de Lula. 

Também são cogitadas mudanças nos ministérios da Defesa, comandada por José Múcio, e dos Direitos Humanos, liderada por Silvio Almeida. Já é prática comum de Lula fazer ajustes nos rumos do governo após o seu primeiro ano de administração. 

Lula condena uso de 'força indiscriminada e desproporcional' contra civis em Gaza

Tags

Autor