economia

Estimativa da inflação brasileira para 2024 aumenta em novo relatório

A estimativa para inflação brasileira em 2023 também aumentou, mas se manteve abaixo do limite da meta do ano

Imagem do autor
Cadastrado por

Cynara Maíra

Publicado em 04/12/2023 às 9:23
Notícia
X

O novo relatório Focus divulgado nesta segunda-feira (04) pelo Banco Central aponta que foram elevadas as estimativas para inflação brasileira em 2023 e 2024. A pesquisa apresentada semanalmente pelo BC ouviu na semana anterior mais de 100 instituições financeiras sobre suas projeções econômicas para o país. 

Economistas aumentam projeção da inflação brasileira para 2023 e 2024, ambos em 0,1%

O levantamento apresenta que a média das projeções dos economistas apresentou uma elevação de 0,1% no índice da inflação, tanto para 2023 quanto 2024.

A previsão do mercado financeiro é de que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o medidor oficial do IPCA, fique em 4,54% no fim do ano de 2023, a projeção anterior era de 4,53%.

Apesar do aumento, o índice continua abaixo do teto da meta de inflação configurada pelo Conselho Monetário Nacional (Copom). Apesar do objetivo central ser 3,25% ao ano, é permitido uma oscilação entre 1,75% e 4,75% ao ano. 

 

Caso as previsões econômicas sejam concretizadas, essa será a primeira vez em dois anos que o Brasil cumprirá a meta inflacionária do Copom. O índice inflacionário de 2021 chegou em 10,06%, enquanto em 2022 terminou o ano em 5,79%. 

Com uma meta de inflação de 3% para 2024 (com faixa de oscilação permitida entre 1,5% e 4,5% ao ano), a projeção dos economistas para o próximo ano saiu de 3,91% para 3,92% no novo relatório Focus. 

A situação da meta inflacionária de 2024 é um dos principais pontos de foco do BC em relação à definição da taxa básica de juros, a Selic. O índice atual é de 12,25% ao ano, depois de três reduções seguidas de 0,5%. 

TAXA SELIC É REDUZIDA EM 0,5% pelo BANCO CENTRAL

Tags

Autor