Redes sociais

Deputado pernambucano bolsonarista quer voto de repúdio ao MTST: 'bandido bom é bandido morto'

Postagem do MTST na Páscoa sobre Jesus desagradou a direita

Imagem do autor
Cadastrado por

Jamildo Melo

Publicado em 03/04/2024 às 16:00 | Atualizado em 03/04/2024 às 16:01
Notícia
X

O deputado estadual Adalto Santos (PP) quer um voto de repúdio da Assembleia Legislativa de Pernambuco contra o MTST, por uma postagem na rede social.

A publicação foi feita pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), em 29 de março, onde usou a imagem de Jesus, em plena Páscoa, para compará-lo, segundo o deputado, com um "bandido".

Adalto Santos é ligado a Igreja Assembleia de Deus. No segundo turno de 2022, fez campanha em Pernambuco para Bolsonaro. "Queremos acreditar que Deus dará essa vitória ao nosso presidente Bolsonaro", declarou Adalto, na época.

LEIA A JUSTIFICATIVA DO DEPUTADO PARA O REPÚDIO

O Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) postou uma foto em seu perfil no X (antigo Twitter) na sexta-feira, 29 de março de 2024, em que mostra Jesus Cristo crucificado com a frase: “Bandido bom é bandido morto”. A publicação recebeu diversas críticas nas redes sociais.

O MTST usa o movimento para pregar a intolerância religiosa. É um ataque frontalmente à fé de milhões de brasileiros, justamente em um dia sagrado para o cristianismo.

Reprovamos essas abordagens violentas e afirmamos ser uma falta de respeito inaceitável com um país de sua maioria cristã.

Repudiamos a publicação feita pelo MTST na sua conta do Twitter onde usou a imagem de Jesus, em plena Páscoa, para compará-lo com um "bandido".

Considerando como plenamente justificado o pleito contido nesta proposição, resta-nos solicitar aos ilustres pares a aprovação para este requerimento.

Tags

Autor