segurança pública

Ministério da Justiça vai fornecer para Raquel Lyra 'polêmicas' bodycams para PMs

Anúncio foi feito em reunião presencial com a governadora Raquel Lyra

Imagem do autor
Cadastrado por

Jamildo Melo

Publicado em 03/04/2024 às 12:00
Notícia
X

Sem alarde, os policiais militares de Pernambuco estão cada vez mais próximos de terem que trabalhar com câmeras corporais, chamadas de bodycams, que têm causado polêmicas em outros estados do Brasil.

O anúncio foi do secretário nacional de Políticas Penais do Ministério da Justiça, André Garcia, em reunião presencial com a governadora Raquel Lyra (PSDB). André Garcia e Raquel Lyra são colegas de concurso público, ambos são efetivos como procurador do Estado de Pernambuco.

O uso do equipamento é polêmico em vários estados. O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), disse em entrevista que as câmeras nas fardas não oferecem segurança efetiva na vida do cidadão e admitiu que sua gestão não irá investir em novos equipamentos.

"A gente não descontinuou nenhum contrato. Os contratos permanecem. Mas qual a efetividade das câmeras corporais na segurança do cidadão? Nenhuma", afirmou Tarcísio.

Em Pernambuco, o Governo Federal disse que irá ajudar o Estado ao fornecer os equipamentos.

O Governo de Pernambuco apresentou, na noite da última segunda-feira (1), ao secretário nacional de Políticas Penais do Ministério da Justiça, André Garcia, as ações que estão sendo realizadas e planejadas para o aperfeiçoamento do sistema penitenciário do Estado.

A apresentação foi realizada durante a reunião semanal de monitoramento do Juntos pela Segurança. Para assegurar a ampliação de vagas no sistema prisional, o Governo garante, apenas em 2024, o orçamento de R$ 105 milhões.

“Viemos aqui atender ao convite da governadora Raquel Lyra. Conhecemos o programa Juntos pela Segurança e aproveitamos para reforçar a parceria e o compromisso do governo federal com o Estado de Pernambuco. Vamos trabalhar juntos, disponibilizando o que for possível de equipamentos que possam garantir a segurança pública e tudo que envolve a segurança do sistema penitenciário para a sociedade pernambucana, como aparelhos de raio-x, bodycams e câmeras de videomonitoramento”, afirmou André Garcia, secretário nacional de Políticas Penais.

Tags

Autor