Governo lança edital da Via Metropolitana Norte ligando Olinda a Paulista

Publicado em 04/10/2012 às 20:30
Leitura:
O governador Eduardo Campos lançou mais uma importante obra de mobilidade urbana para a região metropolitana com a assinatura, nesta quinta-feira (04/10), do edital de licitação para a construção da Via Metropolitana Norte, que visa melhorias para o transporte público e o fluxo do trânsito entre Olinda e Paulista. O evento aconteceu na Sede Provisória do Governo de Pernambuco, no Centro de Convenções, com a presença do secretário das Cidades, Danilo Cabral. Com recursos oriundos do PAC Mobilidade, a construção das vias está orçada em R$ 126 milhões. São 6,1 km ligando a PE-15 e a PE-01, entre os bairros de Rio Doce, em Olinda, e do Janga, em Paulista. “É uma das obras de maior impacto na história da Região Metropolitana e de Olinda, que redefine esses bairros tão sofridos, melhorando a qualidade de vida de quem mora nessa região, diminuindo o tempo das pessoas nos ônibus. É uma ação integrada com toda uma lógica do transporte público da Região Metropolitana”, disse Eduardo. A Via Metropolitana Norte terá duas pistas marginais com 10,5 m de largura, cada uma com três faixas, sendo uma exclusiva para ônibus. Os ciclistas irão contar com uma faixa de 2,5 m e os pedestres com calçamento de 1,6 metros às margens do Rio Fragoso, e mais 2m do outro lado, onde serão instaladas 18 paradas de ônibus. As obras começam no fim de janeiro de 2013 e devem ficar prontas em até 24 meses. “É como se fosse a Agamenon Magalhães de Olinda, e vai trazer outra vida a nossa cidade”, ressaltou a deputada Federal e ex-prefeita de Olinda, Luciana Santos. O projeto prevê ainda a construção de um viaduto sobre o Terminal Integrado da PE-15, um sistema de alças e mais quatro pontes. “Essa é uma obra que tem como prioridade o transporte público. Mais de 60 mil usuários do de ônibus serão beneficiados, e ainda 70 mil motoristas. Além disso, é uma proteção ambiental ao Rio Fragoso, que hoje tem trechos até de 50 cm e vai ter de 35 a 45 metros de largura ao término das obras”, explicou Danilo Cabral.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias