TCE e Amupe conversam sobre fundos previdenciários

Publicado em 24/07/2013 às 21:30
Leitura:
Os presidente do TCE, Tereza Duere e da Amupe, José Patriota, conversaram ontem 23/07, sobre a criação de um grupo de trabalho para analisar a crise dos fundos municipais de previdência e propor soluções. Duere explicou que os fundos próprios de previdência constituem uma "bomba relógio" em poder das prefeituras, porque dos 143 municípios que aderiram a essa sistemática, apenas 3% se encontram superavitários. Ela própria entregou um relatório ao ministro da Previdência, Garibaldi Alves, em Brasília, relatando esse problema. Parcelar débitos previdenciários em até 240 meses, como o INSS vem fazendo, disse Tereza, não é solução para os municípios, porque inviabiliza financeiramente as prefeituras e transfere a "bomba relógio" para o próximo gestor. Patriota disse achar importante que haja um diálogo permanente entre as instituições para debater problemas comuns aos municípios pernambucanos. A parceria é o caminho para que o TCE e Amupe enfrentem juntos esse e outros problemas

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias