Governo do Ceará contrata fora do Brasil e foge de licitação

Fernando Castilho
Fernando Castilho
Publicado em 26/08/2013 às 19:00
Leitura:
Para construir um aquário na praia de Iracema, no litoral de Fortaleza, o Banco de Exportação e Importação dos Estados Unidos (Ex-Im Bank) emprestou ao Governo do Ceará  $105 milhões destinados a financiar a exportação de mercadorias e serviços americanos para a construção de um aquário moderno em Fortaleza, Brasil.  A diferença é que 90% do valor do contrato de exportação será fornecido por pequenas empresas dos Estados Unidos.O financiamento do Ex-Im Bank foi uma transação em condições iguais para um exportador americano no Brasil, que é um dos nove principais mercados do Banco, e permitirá que a companhia enfrente a concorrência estrangeira em bases iguais", disse Fred P. Hochberg, presidente e diretor do Ex-Im Bank.A International Concept Management Inc. (ICM), uma pequena empresa fundada em 1995 e sediada em Grand Junction, Colorado, supervisionará o projeto e construção do Acquario Aquarium. A empresa já trabalhou em mais de 20 países em projetos como o AquaDom em Berlim; Burj-AL-Arab Hotel, em Dubai, e o Macau City of Dreams, em Macau.O aquário será uma atração turística de quatro andares e abrigará 25 grandes tanques com aproximadamente 15 milhões de litros de água e exibindo 500 espécies marinhas e 35.000 espécimes individuais.  O Wells Fargo Bank será o agente de documentação e o banco emissor da carta de crédito para a transação.Não foi a única operação que o Governo de Cid Gomes faz nesse formato. Para a compra de quatro novos helicópteros, o banco alemão MLW Intermed, emprestou a sua administração  R$ US$ 32 milhões (R$ 78 milhões. Até agora, pelas três últimas aeronaves que começaram a chegar no dia 19, o governo do Ceará.Para fazer o negócios Cida Gomes usou uma brecha no Programa de Modernização Tecnológica da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, que dispensa licitação especificamente para compra de equipamentos.Os helicópteros foram adquiridos via Promotec e não servem às atividades da Secretaria de Ciência e Tecnologia. A primeira aquisição pelo programa aconteceu em 2010, com o Eurocopter EC-135P2+, prefixo PR-GCE, oficialmente comprado para fins de operação junto à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior e Superintendência Estadual de Meio Ambiente, segundo o extrato de inexigibilidade de licitação.Mas a aeronave nunca serviu à finalidade original. De padrão luxo, é usado pelo governador. Os três últimos foram comprados em setembro do ano passado e começaram a ser entregues semana passada.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias