Coluna JC Negócios

Rede de solidariedade produz mascaras e aventais para profissionais de saúde que atuam no combate à Covid19

Empresas e instituições do governo ja se movimentam para a produção de itens para atender a segurança de profissionais na linha de frente de combate a covid-19.

Fernando Castilho
Fernando Castilho
Publicado em 30/03/2020 às 12:30
Notícia
FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL
Passageiros e funcionários circulam vestindo máscaras contra o novo coronavírus (Covid-19) - FOTO: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

Por Fernnado Castilho do JC Negócios

Na última sexta-feira, o SENAI-Cetiqt colocou no seu site um pacote de instruções à indústria têxtil para aumentar fabricação de máscaras e aventais de proteção contra o Covid-19.

Elas estão disponíveis no Portal da Indústria com as especificações técnicas dos produtos, a fim de ajudar empresas que desejam reorientar seu sistema produtivo e passar a produzir itens essenciais a profissionais de saúde nesse momento de crise. Estão disponíveis no endereço https://bit.ly/SENAI-CONTRA-COVID19 

As fichas técnicas orientam a fabricação de máscaras descartáveis simplificadas em tecido TNT sintético, que poderão ser utilizadas tanto em centros médicos quanto vendidas ao público em farmácias.

As orientações vão desde a gramatura, espessura e densidade do tecido utilizado até a forma como os produtos devem ser embalados para distribuição ao comércio. Já os aventais seguem regras rígidas para uso médico. O objetivo é enquadrar os produtos dentro das normas da ABNT.

A procura por padrões virou uma possibilidade para pequenas e grandes empresas. O site e app comparador de preços e produtos Zoom, vem acompanhando as movimentações de consumo dos brasileiros diante do novo coronavírus identificou um crescimento de 916% nas buscas por máscaras na primeira quinzena de março. A procura por álcool em gel, aumentou 393%. E devem continuar mudando no decorrer das próximas semanas.

Mesmo antes do SENAI-Cetiqt editar um padrão técnico dezenas de iniciativas estão indo na direção de ajudar os profissionais de saúde que estrarão na linha de frente.

Em Caruaru, a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) agora está temporariamente voltado ao abastecimento de um insumo importante em tempos de pandemia.

A expectativa é de que sejam confeccionadas até 400 unidades para distribuição em 15 unidades socioeducativas em operação no Estado. As máscaras serão utilizadas por servidores e ficarão à disposição de socioeducandos que apresentarem sintomas gripais.

Ainda em Caruaru, a Associação Comercial e Industrial de Toritama (Acit) e a indústria cearense Santana Textiles criaram um protótipo de uma máscara de prevenção feita com um tecido especial cedido pela tecelagem.

Com ele, a máscara pode ser utilizada por até quatro horas e é lavável, podendo ser reutilizada, diminuindo o desperdício e aumentando a economia. Inicialmente, serão confeccionadas 80 mil máscaras.

Ainda do agreste vem outro exemplo de solidariedade, Baterias Moura coordenará a produção local de máscaras e fará a doação de 100 mil máscaras para reforçar as medidas de proteção individual para a população contra o Coronavírus (COVID-19).

A fabricação tem início nesta semana e a distribuição será realizada na sequência. As equipes de Engenharia da Moura atuaram nos últimos dias no desenvolvimento de um produto com duas camadas de tecido à base de algodão e um filtro de lã sintética, seguindo o modelo usado pela população chinesa para proteção individual.

Essa movimentação fez o Comitê Estadual Socioeconômico de Enfrentamento ao Coronavírus, da AD Diper estruturar uma central remota para receber doações em geral, tanto de pessoas físicas, reunidas em grupos, quanto de empresas e poderá contribuir para atender às maiores e urgentes necessidades da rede pública estadual.

Fora de Pernambuco, a empresa Vila Romana está confeccionando 20 mil máscaras com os tecidos do estoque, todos para doação em comunidades carentes. Mais uma marca brasileira mostrando solidariedade e adaptando seus processos em prol do coletivo.

O Grupo Riachuelo (Guararapes) informou o governo potiguar para informar que vai produzir máscaras para doar aos hospitais do estado. Ainda no Rio Grande do Norte a Companhia Hering informou que irá confeccionar aventais, também para hospitais do RN. Aguardam a liberação pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para começar a produção.

LEIA MAIS TEXTOS DA COLUNA JC NEGÓCIOS

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias