Coluna JC Negócios

Para Raquel Lyra, covid-19 desenhará uma nova forma de atuação dos municípios da região

A prefeita de Caruaru destacou a necessidade de cooperação entre os prefeitos que tem ligação com o Polo de Confecções e defendeu ações em conjunto

Fernando Castilho
Fernando Castilho
Publicado em 18/05/2020 às 13:10
Notícia
DIVULGAÇÃO/Roberto Pereira Jr.
A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra participou nesta segunda-feira, de um debate promovido pela TV Jornal Interior e pela Radio Jornal de Caruaru por ocasião dos 163 anos de fundação da cidade. - FOTO: DIVULGAÇÃO/Roberto Pereira Jr.
Leitura:

Por Fernando Castilho da Coluna Jc Negócios

Ao participar de um debate promovido pela TV Jornal Interior e Rádio Jornal, dentro das comemorações dos 163 anos de fundação da sua cidade, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, destacou a colaboração da comunidade no enfrentamento da covid-19 que foram decisivos para que o município organizasse as ações.

O debate teve a participação dos colunistas Igor Maciel, da Editoria de Política e Fernando Castilho, da Editora de Economia do Jornal do Commercio e foi retransmitido pelas as plataformas do SJCC no interior de Pernambuco.

A prefeita esclareceu os motivos que levaram suspensão do modelo tradicional do São João de Caruaru, a maior festa da cidade informando que o formato será no sentido de solidariedade as pessoas que estão precisando de ajuda.

Raquel Lyra falou do impacto da paralização dos negócios na Feira de Caruaru, lembrando a feira hoje, na verdade, é uma espécie de polo de várias feiras que precisaram ser reformatadas para continuar com alguma atividade.

Uma dessas ações foi a criação de uma plataforma de entrega de encomendas feiras pelos comerciantes e produtores do polo de confecções que na semana passada já fez vendas de aproximadamente R$ 3 bilhões.

A prefeita de Caruaru falou da necessidade de cooperação entre os prefeitos que tem ligação com o Polo de Confecções e defendeu ações em conjunto quando na hora de retomar as atividades.

Raquel Lyra disse que junto com os prefeitos de Toritama e Santa Cruz de Caruaru, já escreveram um protocolo preliminar de forma que nas horas que for possível voltar que as regras sejam para todos os municípios. Para isso ela defendeu que o Governo do Estado defina esses procedimentos.

Para Raquel Lyra, a crise do covid-19 revelou que as cidades têm realidades muito diferentes que as conhecidas e revelou que a infraestrutura da cidade que repercute num raio onde habitam 2 milhões de pessoas.

Essa estrutura que faz de Caruaru, o segundo polo médico de Pernambuco, disse a prefeita, está fazendo com que as pessoas estejam acorrendo para a cidade em busca de apoio lembrou que além das estruturas de UPAs destinou dois hospitais para atenderem as vítimas da covid-19.

Caruaru, segundo disse Raquel Lyra, conseguiu comprar respiradores com preços de mercado com o fornecedor fazendo as entregas reforçando a base de equipamentos.

Mas ela se queixou da pouca quantidade de EPIs que o Estado e o Ministério da Saúde estão enviando não apenas para Caruaru, como para os demais municípios do Agreste.

Ela também falou da oportunidade que a centralidade regional de Caruaru, que é um entroncamento várias estradas, pode ajudar na consolidação de um polo de turismo.

Segundo ela, a cidade já tem uma rede hoteleira que dá suporte aos negócios de seu comercio e de sua indústria, mas entendeu que a crise da covid-19 pode se tornar uma oportunidade para que ela seja também um novo centro de Turismo regional irradiando visitas para as demais cidades.

E defendeu uma solução para a questão da operação do Aeroporto Oscar Laranjeiras. Para a prefeita essa nossa realidade que Pernambuco e o Agreste terá como polo de distribuição tanto para recepção de insumos como para a distribuição de parte da produção do polo de confecções das demais cidades.

A prefeita também falou da necessidade do Governo de Pernambuco resolver a questão das estradas especialmente a conclusão das obras da BR-104 e a restauração da BR 232.

Segundo ela, Caruaru depende da conexão com ao menos três rodovias federais e quase uma dezena de estradas estaduais. Essa nova realidade não vai exigir estradas melhores para essas cidades se manterem competitivas.

Raquel Lyra fez questão de agradecer a colaboração do empresariados da cidade e disse que sua participação foi decisiva nas ações que o município pode desenvolver até agora e lembrou a definição de vários deputados pernambucanos que destinaram emendas e verbas suplementares que ajudaram o município nessa nova realidade.

Mas ela se recusou a falar de eleição deste ano afirmando apenas que não cabe tratar agora desse tema embora tenha admitido que seja candidata à reeleição como já tinha comunicado antes mesmo da chegada a covid-19 ao estado e a Caruaru.

LEIA MAIS TEXTOS DA COLUNA JC NEGÓCIOS

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias