Cenário econômico em Pernambuco, no Brasil e no Mundo, por Fernando Castilho

JC Negócios

Por Fernando Castilho
castilho@jc.com.br

Informação e análise econômica, negócios e mercados

Coluna JC Negócios

Pernambuco perde o empresário Geraldo Costa ex-presidente da CDL-Recife

Geraldo Costa também atuou como dirigente da FCDL e da Confederação Nacional do Comercio e ajudou a reestruturar o SPC Brasil.

Fernando Castilho
Fernando Castilho
Publicado em 11/05/2021 às 11:50
Notícia
Reprodução
Geraldo Costa, ex-presidente da CDL-Recife - FOTO: Reprodução
Leitura:

Pernambuco perdeu, na noite dessa segunda-feira (10), o empresário potiguar Geraldo Fernandes da Costa, de 70 anos, ex-presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) Recife, de covid-19 após um AVC hemorrágico. Costa foi presidente da CDL Recife entre os anos de 1998 e 2001, trazendo um novo modelo de gestão para a instituição. Depois, continuou como diretor da entidade e atuou da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Ele trabalhou ainda no segmento de móveis para escritório, no qual sua família atuou no Rio Grande do Norte e que ele trouxe para o Recife. Em seguida, Costa foi para o mercado de crédito consignado, sendo um dos pioneiros no ramo.

 

Sua empresa começou a oferecer esse tipo de serviços dentro de lojas e magazines locais como forma de ampliar o financiamento e vendas a crédito. Com a ampliação dos negócios, ele abriu unidades no Centro do Recife, onde passou a oferecer o produto aos aposentados do INSS.

Geraldo Costa começou a atuar na CDL-Recife, especialmente, em defesa da valorização do comércio, que já começava a ter problemas com a consolidação do movimento dos shopping centers. Além disso, ajudou na interiorização das CDL, através de congressos que reuniam economistas como palestrantes.

Foi sob sua administração que a CDL começou a fazer uma série de promoções para datas comemorativas com sorteios de prêmios. Nesta época, a CDL-Recife se reunia no Salão Azul do Grande Hotel, localizado no bairro de Santo Antônio, quando ainda se chamava Clube de Diretores Lojistas do Recife. 

O envolvimento social e político da entidade veio logo em seguida, com a presença de prefeitos e governadores nas suas reuniões, a exemplo de Miguel Arraes de Alencar, que esteve na entidade como prefeito e, posteriormente, como governador de Pernambuco, e Joaquim Francisco e Roberto Magalhães, que também atuaram como gestores do Estado.

Eles discutiram a problemática dos vendedores ambulantes nas ruas centrais do Recife. Através dessa iniciativa, a instituição consolidou-se como porta-voz do empresariado lojista da cidade.

Na solenidade de inauguração, os primeiros dirigentes da entidade foram apresentados, escolhendo Armindo Fontana para ser o primeiro presidente. Na ocasião, vinte e seis empresas participaram da Assembleia da CDL Recife.

Geraldo Costa também atuou como dirigente da FCDL e da Confederação Nacional do Comercio e ajudou a reestruturar o SPC que passou a oferecer mais serviços aos comerciantes e que deu origem ao SPC Brasil.

 

Comentários

Últimas notícias