Cenário econômico em Pernambuco, no Brasil e no Mundo, por Fernando Castilho

JC Negócios

Por Fernando Castilho
[email protected]

Informação e análise econômica, negócios e mercados

Coluna JC Negócios

Petrobras não é Banco Central. Se possível atua para não produzir notícias ruins para o Governo Lula

A Petrobras está sob lupa do mercado e qualquer atitude que a companhia tome em relação a preço tem repercussão.

Fernando Castilho
Cadastrado por
Fernando Castilho
Publicado em 01/07/2023 às 0:05
PETROBRAS
PLATAFORMAS DO PRE-SAL DA PETROBRAS - FOTO: PETROBRAS

Apesar de toda importância que Jean Paul Prates tem para o Governo Lula e toda autonomia que a companhia representa em teremos estratégicos para o Brasil é importante que observar que ele está ali para se não puder ajudar, não atrapalhar o novo governo.

Prates chegou ao cargo depois de serviços prestados ao Partido dos Trabalhadores no Congresso e de ter se tornado um interlocutor importante na questão dos combustíveis, no meio da tempestade criado pelo governo Bolsonaro em 2022. Mas isso não lhe assegura uma permanência de quatro anos como o presidente do Banco Central possui por força da lei que deu autonomia à instituição.

Ao contrario de Roberto Campos Neto ele pode publicizar as ações sua gestão, comparecer a eventos na condição de agente do desenvolvimento para todos os setores da economia e no limite ir para o embate com o ministro das Minas e Energia que se queixa de sua performance na mídia.

Mas ele sabe que, sob seu comando, a Petrobras está sob lupa do mercado e qualquer atitude que a companhia tome em relação a preço tem repercussão. Daí porque depois que anunciou a mudança na Paridade de Preços Internacionais (PPI) nunca mais voltou a falar de preço de gasolina, óleo diesel e gás deixando isso para a gerência de comunicação com suas notas curtas e objetivas como, aliás, vem sendo desde os tempos de Pedro Parente. O que é muito bom quando a informação é de baixa de preços.

Baisando os preços

Nesta sexta-feira a Petrobras entregou duas noticias boas para o Governo. Reduziu em R$ 0,14 por litro (-5,3%) o seu preço médio de venda de gasolina A, que passará a ser de R$ 2,52 por litro fazendo com que a parcela da Petrobras no preço ao consumidor será, em média, R$ 1,84 a cada litro vendido na bomba.

Também informou que reduziu em R$ 0,10 por kg (-3,9%) o seu preço médio de venda para as distribuidoras, que passará de R$ 2,5356 para R$ 2,4356 por kg. Isso quer dizer que recebe apenas R$ 31,66 por botijão de 13kg.

A empresa só tem produzido notícias boas para o governo Lula. Inclusive, quando revisou seu Plano Estratégico para 2023 e 2027 e introduziu o conceito de Solidez financeira preservada combinada com Caminho para a descarbonização e diversificação rentável.

Solidez financeira já estava nos planos anteriores como foco na geração de valor e investimentos em águas profundas e ultra-profundas que atende pelo nome de pré-sal, certamente o melhor e mais rentável negócio de exploração de petróleo do mundo. Mas o que Prates quis adicionar foi o discurso de transição numa estratégia da companhia que praticamente tinha se apresentando ao mundo com foco apenas no petróleo.

Descabonização

O objetivo era o que de deixar claro que tudo bem. Mas não dava para não assumir o discurso de uma companhia que mesmo extraindo petróleo não se preocupe com um negócio mais verde e sustentável. E mesmo quando informa que vai investir U$ 78 bilhões em até 2027 com exploração de petróleo, informou que vai gastar U$ 3,7 bilhões com a camada descabonização das operações onde estão US$ 600 milhões para o xodó da companhia que atende pelo nome de biorefino que objetiva entregar um diesel que já saia da refinaria com um perfil verde.

Tudo isso, é claro, se deve a uma enorme ajuda dos preços do petróleo no mercado internacional abaixo dos US$ 75, o barril, que permite a companhia modular seus preços no mercado interno e não falar de aumento. Isso somado a uso total de sua capacidade de refino que bateu no teto em maio.

Claro que isso deixa a empresa vulnerável no caso de uma subida brusca nos preços internacionais. Tanto que, no cenário médio de preços internacionais o preço da Petrobras está abaixo da paridade para o óleo diesel em -7% e 11% para gasolina. Mas ainda assim, a companhia de como segurar o tranco até porque o dólar (US$ 4,86) está em queda o que ajuda na hora que precisa importar.

Então, no geral a Petrobras tem folga para baixar os preços. E mais ainda quando a partir desde semana o governo voltou a cobrar integralmente PIS/Cofins e Cide e os estados mais ICMS. Ou seja a Petrobras não é Banco Central. Se possível atua para não produzir notícias ruins para o Governo Lula e nesta sexta-feira ela deu duas.

Crédito de app

O Inter Shop, o marketplace do Super App contrlaod pelo Banco Inter promove
7 de julho acontece a quarta edição do Inter Day, dia especial com até 70% de descontos e até 30% de cashback em produtos e serviços. O projeto junta oferta de empresas como Samsung, Eletrolux, Nespresso, Casas Bahia, Netshoes, Acer, Magalu para vendas de Viagens, Recarga, Gift Cards, Inter Cel, Shelbox e Duo Gourmet com um detalhe os clientes podem aumentar o mais limite no cartão de credito se investir na Poupança Mais Limite. Com isso o banco quer aumentar em R$ 700 milhões em limites de cartão de crédito para mais de 400 mil clientes.

Menino de QI alto

A Associação Mensa Brasil, que reúne pessoas com altas capacidades intelectuais no País e representante da Mensa Internacional que lista Quociente de Inteligência (QI) do mundo, revelou que o Brasil tem 534 crianças e adolescentes super-inteligentes. Segundo mapeamento da entidade o estado de São Paulo lidera o ranking, com 199 super-inteligentes. Em seguida estão Rio de Janeiro, com 64 pessoas, e Minas Gerais, com 59 O nordeste tem apenas 47 e Pernambuco cinco.

O Brasil do 5G

Levantamento da Conexis Brasil Digital, com base em dados da Anatel revela que o Brasil 5G alcançou 10,1 milhões de acessos maio de 2023, 11 meses após o início da sua operação comercial. O 4G demorou 26 meses para alcançar essa marca.

Liquida Recife

Nesta terça-feira (04), a CDL Recife apresenta a campanha do Liquida Grande Recife que, este ano, vai envolver mais de oito mil estabelecimentos de rua e de shopping centers da RMR. A ação vai oferecer descontos, definidos pelas próprias lojas, e converter compras em cupons para os consumidores concorrerem a prêmios numa iniciativa da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Recife).

Cabine Fashion

Nos dias 21, 22 e 23 de julho, em novo loca, na Di Branco Buffet e Recepções tem o Cabine Fashion que vai reunir mais de 40 empreendedores e gerar negócios em segmentos como moda feminina, masculina, infantil, íntima, acessórios, semi-joias, bijuterias, decoração, saúde e bem-estar, maquiagem e papelaria.

Edição do Jornal

img-1 img-2

Confira a Edição completa do Jornal de hoje em apenas um clique

Últimas notícias