Uma semana pela bicicleta. Nós ainda não somos capazes, mas Bogotá é!

Publicado em 07/02/2014 às 18:41
Leitura:
  Bicicletas invadem Bogotá, que já deu inúmeras lições de mobilidade ao mundo com o Transmilênio. Bicicletas invadem Bogotá, que já deu inúmeras lições de mobilidade ao mundo com o Transmilênio.   Com informações do site Mobilize (www.mobilize. org.br) Desde a última quinta-feira (6 de fevereiro) a cidade de Bogotá, na Colômbia, está vivendo uma semana na qual as ruas, antes destinadas aos carros, estão sendo abertas para as bicicletas. A iniciativa faz parte do Dia sem Carro, que por lá, diferentemente do Brasil e de outros países, acontece em fevereiro, mobilizando centenas de empresas e milhares de pessoas nas principais cidades. A proposta teve o apoio de várias corporações, que estão incentivando seus funcionários a ir trabalhar de bike. E, no lugar de um Dia sem Carro, Bogotá viverá uma semana sem ele. A proposta foi feita pela organização Mejor en Bici. Segundo o jornal "Las 2 Orillas", as empresas Sura, Pacific Rubiales, Universidad Javeriana, Equión, Unilever, Diageo e Seguros Bolívar apoiaram a ideia. Para implementar a medida sustentável e simbólica, os empregados e diretores dessas empresas usarão a bicicleta durante cinco dias, fazendo o percurso casa-trabalho. Foram desenhadas três grandes rotas para as bikes, que contarão com segurança e assistência em caso de algum acidente ou qualquer imprevisto. "Este projeto está dirigido a pessoas que não usam a bicicleta habitualmente. Esperamos que com essa experiência eles se convertam em ciclistas frequentes", explica Andrés Vergara, miembro da Mejor en Bici. Segundo o jornal colombiano, os moradores de Bogotá perdem aproximadamente 22 dias por ano no trânsito, tempo que poderiam gozar como férias, por exemplo. A proposta da organização Mejor en Bici é promover o uso de um meio de transporte sustentável, além de garantir mais saúde e mobilidade. O uso da bicicleta reduz o tempo perdido em engarrafamentos, melhora a saúde das pessoas, reduz as emissões de CO2 e o stress. “Está comprovado que o uso da bicicleta faz as pessoas se sentirem mais felizes e, acima de tudo, melhora seu rendimento, porque quando pedalamos, perdemos menos tempo no trânsito e há menos gastos”, enfatiza Diego Ospina Casto, gerente da Mejor en Bici. A prefeitura de Bogotá ia habilitar 376 quiilômetros da rede de ciclovias e ciclorotas especialmente para o evento.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias