COLUNA MOBILIDADE

Humorista Murilo Couto é denunciado ao Ministério Público após defender atropelamento de ciclistas

A denúncia foi feita ao MPSP e tem como base a incitação ao crime, prevista no Artigo 286 do Código Penal Brasileiro. Nesta terça-feria (20), a Promotoria de Justiça Criminal da Capital decidiu encaminhá-la para o Juizado Especial Criminal por ser de menor potencial ofensivo

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 20/07/2021 às 16:26
Notícia
REPRODUÇÃO
"No caso de ciclista eu dou razão ao motorista de ônibus que atropela", diz o humorista em show filmado por alguém da plateia - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

As “brincadeiras” do humorista Murilo Couto defendendo o atropelamento de ciclistas foi parar na Justiça. O caso foi denunciado ao Ministério Público de São Paulo (MPSP) na semana passada e poderá abrir caminho para um processo criminal. A denúncia foi feita pelo defensor público Alessandro Tertuliano, que apresentou a queixa como cidadão e praticante de ciclismo.

Em vídeo, humorista Murilo Couto faz piada com atropelamento de ciclistas e é criticado

O humorista está sendo acusado de incitação ao crime e poderá ser enquadrado no Artigo 286 do Código Penal Brasileiro. O Ministério Público de São Paulo confirmou a denúncia e informou que a Promotoria de Justiça Criminal da Capital decidiu encaminhá-la para o Juizado Especial Criminal por ser de menor potencial ofensivo. Caberá ao JEC analisá-la e decidir se dará ou não sequência à uma ação penal.

REPRODUÇÃO
A denúncia foi feita pelo defensor público Alessandro Tertuliano, que apresentou a queixa como cidadão e praticante de ciclismo - REPRODUÇÃO

Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, o defensor público afirmou ter decidido fazer a denúncia devido à postura do humorista de fazer “piada” sobre um tema extremamente sensível para quem pedala em ruas e rodovias. “Sou ciclista amador e pedalo de cinco a seis vezes, toda semana, e sinto na pele o perigo que corremos diariamente com motoristas que não gostam de ciclistas como o Murilo Couto. Quem não pedala na rua talvez não consiga perceber o porquê de tanta indignação. Mas acredite, é super perigoso sair para pedalar, seja em Brasília, seja em qualquer lugar do Brasil”, ”, comentou o defensor.


ENTENDA O CASO

Um vídeo do humorista paraense Murilo Couto ironizando ciclistas, questionando o uso das ruas por eles e defendendo que motoristas de ônibus os atropelem está provocando críticas da sociedade. O vídeo, supostamente gravado por alguém da plateia em um dos shows de stand up comedy, viralizou nas redes sociais no fim de semana (10 e 11/7) e foi duramente criticado pela sociedade, especialmente por ciclistas e entidades ligadas ao pedalar.

VEJA O VÍDEO:



Pelas imagens, ao saber que um espectador é ciclista, Murilo Couto faz piadas a respeito das roupas coladas e posições na bicicleta. A ironia já demonstra preconceito. Mas depois se agrava quando o humorista diz entender quando motoristas de ônibus atropelam os ciclistas. “No caso de ciclista eu dou razão ao motorista de ônibus que atropela”, diz.

Em outra parte do vídeo, Murilo Couto também contesta o uso das ruas por ciclistas, ironizando a baixa velocidade de quem pedala com a dos automóveis. Diz que ciclistas estão a 20 km/h, enquanto os carros estão a 80 km/h. O vídeo viralizou nas redes socias no domingo (11) pela manhã, mas foi retirado do youtube do humorista. A Coluna Mobilidade tentou contato com o humorista, mas não conseguiu retorno.

 

REPRODUÇÃO
A denúncia foi feita pelo defensor público Alessandro Tertuliano, que apresentou a queixa como cidadão e praticante de ciclismo - FOTO:REPRODUÇÃO

Comentários

Últimas notícias