COLUNA MOBILIDADE

Vai ter greve de ônibus? Confira como estão as negociações dos motoristas no Grande Recife

Rodoviários realizam assembleia nesta sexta-feira (29/7), com votações pela manhã e à tarde

Roberta Soares
Cadastrado por
Roberta Soares
Publicado em 28/07/2022 às 10:46 | Atualizado em 28/07/2022 às 15:02
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
O TCE chegou a determinar a suspensão do repasse de recursos para as empresas de ônibus, já no valor de R$ 200 milhões, mas a Medida Cautelar foi revogada - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Matéria atualizada às 15h do dia 28/7/2022

Até a manhã desta quinta-feira (28/7) era pouco provável que os motoristas de ônibus da Região Metropolitana do Recife entrem em greve este ano. As negociações entre os rodoviários e o setor empresarial estão caminhando bem, com o setor operacional demonstrando interesse em atender às reivindicações da categoria.

Mas tudo mudou, os empresários de ônibus teriam recuado nas propostas e o clima esquentou entre as catgorias. CONFIRA matéria atualizada AQUI.

Segundo o Sindicato dos Rodoviários, durante as rodadas de negociações que vêm acontecendo desde maio, já estariam garantidos o reajuste pelo índice da inflação e a implementação de um plano de saúde para os rodoviários.

O índice da inflação seria de 11,89%, segundo o IPCA, embora,na prática, a população brasileira esteja convivendo com reajustes de alimentos de 200%, por exemplo.

A única pendência ainda seria, segundo Aldo Lima, presidente do sindicato, o valor do ticket alimentação, que a categoria não abriria mão de ser no valor mínimo de R$ 400. A dupla função de motoristas - resultado da retirada dos cobradores de quase todas as linhas de ônibus - não está sendo discutida.

“Estamos negociando e já conseguimos a garantia de alguns pontos. A Urbana-PE (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Pernambuco) ficou de se reunir na quarta (27) para, nesta quinta (28), nos repassar a decisão sobre o ticket”, explicou Aldo Lima.

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
A assembleia dos rodoviários acontece em duas votações, às 10h e às 16h, na sede do sindicato, na Rua Araripina, em Santo Amaro - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

ELEIÇÕES 2022, ASSEMBLEIA E GREVE DE ÔNIBUS

De um jeito ou de outro, a categoria realiza uma assembleia nesta sexta-feira (29) para avaliar o resultado das negociações e decidir se as conquistas são suficientes. A possibilidade de uma paralisação, mesmo assim, não está descartada.

Mas é pouco provável que aconteça por uma razão: a expectativa é de que o setor operacional atenda às reivindicações dos motoristas para evitar uma greve em meio a uma das mais difíceis eleições enfrentadas pelo PSB no Estado, desde que assumiu o comando, há 16 anos.

Além disso, houve um reajuste das passagens de quase 10% este ano e, desde a pandemia, o governo de Pernambuco vem antecipando a compra de créditos do vale-transporte para compensar a perda de demanda do sistema de ônibus do Grande Recife.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) chegou a determinar a suspensão do repasse - que já alcançou o valor de R$ 200 milhões -, mas a Medida Cautelar foi revogada pelo mesmo conselheiro que a autorizou, depois de ouvir os argumentos do Estado e dos empresários de que o fim da ajuda representaria a redução do serviço para a população.

A assembleia dos rodoviários acontece em duas votações, às 10h e às 16h, na sede do sindicato, na Rua Araripina, em Santo Amaro, área central do Recife.

A Urbana-PE não quis se pronunciar.

Comentários

Últimas notícias