Inimigo íntimo (Coluna no JC desta quinta-feira)

Carlyle Paes Barreto
Carlyle Paes Barreto
Publicado em 04/08/2011 às 18:25
Leitura:
O Náutico terminou a temporada passada sem um time-base e com sérios problemas para contratar. Mas conseguiu reunir colaboradores para bancar a montagem do grupo este ano. Pouco antes do início do Estadual, o alvirrubro não era competitivo. Depois foi reforçado e tornou-se uma boa equipe. Em seguida, o problema passou a ser o excesso de gols tomados. Waldemar Lemos chegou na Série B e corrigiu o defeito. Mas o fantasma dos cofres vazios segue rondando o clube. E assusta cada vez que chega mais uma causa trabalhista. É o inimigo que nunca é nocauteado. E que nunca se afasta.Apesar de toda engenharia financeira que o presidente Berillo Júnior vem fazendo para quitar os débitos e pagar as folhas salariais, todo dia chega uma novidade. Negativa. Ontem foi o atraso no pagamento da indenização ao lateral-esquerdo Berg, que, com isso, dobra seu valor para R$ 800 mil. Bala questiona R$ 1 milhão. Meneghel, outra fortuna.São várias causas. Umas da atual gestão, várias outras de décadas passadas. Como a do ex-técnico de natação Nikita, que começou nos anos 90 e só terminou de ser paga há três meses.Com isso, o Náutico está sendo obrigado a abrir mão de jogadores que poderiam ajudar no caminho de volta à Série A. Além do próprio Meneghel, liberou o zagueiro Walter e o artilheiro Ricardo Xavier. A folha, que chegou a R$ 700 mil no Pernambucano, já está perto dos R$ 500 mil. Economia necessária para manter a estabilidade do clube. E do time.Salário em dia não é sinônimo de títulos. Mas dinheiro atrasado é fracasso certo. E como diria Bala, os jogadores podem perder o prazer de jogar nestas horas. Vai que é tua, Thaís! Com o Santos reduzindo drasticamente seu investimento no futebol feminino, o time do Vitória pode sonhar com o título nacional. Para isso, vem reforçando mais ainda o seu grupo. Hoje deve chegar a jovem goleira Thaís, terceira reserva na Copa do Mundo da Alemanha. Mas que bate um bolão. Dentro e fora dos gramados. Dono da bola Olindenses não poderão assistir ao jogo de futebol americano que estava marcado para sábado, no Olindão. É que a FPF, como sempre democrática, ameaçou o Olinda de interdição de seu estádio, em caso de dano ao gramado. Santa em Londres O Santa Cruz foi citado na semana passada pelo jornal britânico The Guardian, com a invasão de sua torcida em João Pessoa. O link: http://www.guardian.co.uk/football/2011/aug/02/roger-burden-reform-fa?INTCMP=SRCH. Belo marketing Apesar das arestas com Ricardo Teixeira, Pelé não recusou convite para comparecer ao sorteio das Eliminatórias da Copa de 2014. Ganhou até beijinho do manda-chuva da CBF. Mas ontem o Rei refugou. Foi chamado pelo Santos para a disputa do Mundial de Clubes. Seria inscrito, por questão de marketing, e poderia entrar em campo por uns minutinhos. Bela jogada. Com a palavra, o leitor Força total na próxima rodada ?Não pouparia ninguém, porque nossos times não têm um titular que se dê ao luxo de ser poupado.? @guibsonpaceli, respondendo se alvirrubros ou rubro-negros poupariam alguém na próxima rodada, visando o clássico

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias