Marketing nas alturas

Carlyle Paes Barreto
Carlyle Paes Barreto
Publicado em 18/01/2013 às 18:53
Leitura:
O São Paulo mostrou, ontem, que uma boa ideia pode valer milhões. Apesar de ter dinheiro para investir, gastou pouco numa bela ação de marketing. E obteve excelente resultado, ao mandar a nova camisa para o espaço. A campanha "Primeiro clube a conquistar o Universo" é sucesso entre torcedores, causando inveja nos adversários, especialmente os marqueteiros rivais.
A inovação do tricolor faz parte do movimento que cresce nos clubes paulistas, abrindo mais espaço para o marketing. Consequentemente, projetando o clube, atraindo consumidores e fazendo com que o investimento volte para o clube.Foi assim quando o Corinthians ousou, trazendo Ronaldo e Roberto Carlos. Se dentro de campo ambos foram aquém do esperado, os cofres do Timão ficaram abarrotados. Foi ali o pontapé inicial para fazer a agremiação campeã mundial - com ajuda, claro, do ex-presidente Lula, que usou seu nome para atrair mais empresas.O Santos é outro que concilia marketing com resultados. Não fosse isso, não teria conseguido segurar o craque Neymar por tanto tempo. Empresas pagam salários do atacante, bancam o clube e o projeta internacionalmente.O Palmeiras é exceção. Pela administração problemática. Chegou a repatriar Wesley com a ajuda do torcedor. Mas deu prejuízo. Basicamente pela má gestão. Não pela ideia.Por aqui, o marketing engatinha. Santa Cruz e Náutico não querem gastar. Não ousam nem no lançamento de novos uniformes. O Sport começa a pensar mais alto, remunerando funcionários e trazendo executivo para a área. Mas a altitude ainda é pequena. Comparando-se onde chegou o São Paulo, por exemplo. Ou sua camisa.EmpolgaçãoSempre atencioso, o presidente da FPF, Evandro Carvalho, viu que os dirigentes dos clubes estavam tímidos, evitando dançar com as musas no lançamento do Pernambucano 2013. Aí aceitou convite da modelo Valesca Popozuda. Se empolgou tanto que fez até o padre da Federação cair na risada. O religioso estava constrangido com os funks tocados na festa, com letras pouco convencionais.Bela sacadaGrande sacada da Federação Pernambucana, ao permitir que Sport, Náutico e Santa Cruz disputem também a Segunda Divisão estadual, criando assim seus times "B". Oportunidade para avaliar melhor atletas que estouram a idade "amadora".... da FPFAções como essa ocorrem em outros estados e até em outros países. Palmeiras, Inter e até o Barcelona têm seus times B. Neles, joias ou novas contratações ganham ritmo de competição até encontrar espaço na equipe principal.Venha Rivaldo, mas...Ao garantir que vestiria a camisa do Santa Cruz em 2014, já apontando os jogos em que estrearia (aniversário do clube) e se despediria (seu aniversário, em abril), Rivaldo mostra que sua volta é mais um projeto pessoal que ajuda ao tricolor. Mas vale. Desde que o Santa tenha consciência disso, aproveitando para tirar dividendos. Entre eles, a vinda de patrocinadores.Com a palavra, o leitorDividindo Nordestão com o Estadual"O Nordestão deveria ser em janeiro e fevereiro. E o Estadual, em março e abril." Fábio Soares Cardoso, defendendo que as competições não sigam paralelamente.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias