Ataques de nervos

Carlyle Paes Barreto
Carlyle Paes Barreto
Publicado em 05/09/2014 às 14:17
Leitura:
No começo do ano, Neto Baiano "frescou" como quis. Alçado à condição de ídolo instantâneo, pelos títulos do Estadual e do Nordestão, era uma espécie de dono do time do Sport. A ponto de cobrar faltas até do meio de campo, várias vezes, sem ser incomodado por jogadores ou pelo próprio treinador. No Santa Cruz, mesmo sem o status do rubro-negro, Leo Gamalho se destacou. Terminando até como artilheiro do Pernambucano. E o Náutico, apesar de ter sido eliminado na primeira fase da Copa do Nordeste, fez de Pedro Carmona seu goleador. Até hoje, aliás. Mas agora os três times estão com problemas ofensivos. Pela queda de produção dos homens de frente, é verdade. Mas principalmente porque os coadjuvantes não têm criado.Na eliminação do Sport na Copa Sul-Americana, Neto Baiano foi bem marcado pelo Vitória. Só deu um chute em gol. Felipe Azevedo, Danilo e Érico Júnior se movimentaram mais. Finalizaram mais. Mas sem qualidade. Se o Leão quiser mesmo continuar brigando pelo G-4 da Série A, terá que encontrar uma solução para isso. Mesmo buscando fora do elenco.No Santa, Leo Gamalho já provou que pode funcionar. Desde que seja municiado. Cresceu com a entrada de Tony. Mas precisa ser acionado também pelos meias. Aí que está o problema, com Natan como eterna dúvida e, agora, sem Carlos Alberto, liberado para o Atlético-PR.Já o Náutico apostou em vários jogadores, após a lesão de Carmona. Amanhã testará outra formação ofensiva, torcendo para que Cañete funcione com Vinícius.É uma forma de os times pernambucanos serem mais estáveis. Porque se forem depender de seus sistemas defensivos, vão sofrer ainda mais.Guerra de palavrasPaulo Wanderley aproveitou a incompreensão de parte dos alvirrubros sobre o resultado da análise de contas do clube para dizer que não houve rombo nas últimas gestões. Não foi bem assim. Não se pode afirmar que houve. Mas também não se pode afirmar que não existiu. Por falta de documentos.Palanques...Enquanto Paulo Wanderley garante que entregou arquivos com toda a documentação necessária, Glauber diz que é jogo de cena para adiar o assunto. E que uma auditoria feita pela última gestão já havia diagnosticado falhas.... armadosGlauber refere-se ao termo "avaliação adversa", sobre as contas do clube. Diz que é o mais grave dos pareceres. O presidente pontuou que a intenção não era de caça às bruxas. Já o ex-dirigente prometeu acionar a Justiça por se sentir atingido.Exorcizando os 7x1Apesar de já ter tomado porrada de 3x0 na decisão do terceiro lugar da Copa do Mundo, a seleção brasileira ainda convive com o fantasma do 7x1, na semifinal do Mundial, na goleada para a Alemanha. Hoje, nos EUA, diante da Colômbia, a primeira missão da segunda Era Dunga é exorcizar aquele massacre. Mesmo com a base do time de Felipão em campo.Com a palavra, o leitorRubro-negro reclama do ataque"Falar em título de Sul-Americana ou G-4 do Brasileiro com um ataque desse é achar que o torcedor é burro."@tiago19872008, apontado o maior problema do time do Sport.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias