Planeta Bola

Melhores do Brasileirão deixaram Náutico, Santa Cruz e Sport de graça

Poder financeiro diminuto e falta de visão fizeram que os pernambucanos deixassem escapar Marinho, Keno, Jair e Patrick

JC
JC
Publicado em 30/09/2020 às 12:49
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
MAIS UM Em excelente fase, Marinho marcou mais um gol com a camisa do Santos, que venceu o Sport por 1x0 na Ilha do Retiro - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Por Carlyle Paes Barreto, da Coluna Planeta Bola

Os melhores ponteiros em atividade no futebol brasileiro defendiam há pouco tempo clubes do futebol pernambucano. Assim como dois dos principais meio-campistas. E todos saíram de graça. Deixando escorrer entre os dedos milhões de reais para Náutico, Sport e Santa Cruz. Justamente pela falta de poder financeiro para segurá-los.

Se o ex-alvirrubro Marinho é o melhor atacante pela direita no País, até cotado para a seleção brasileira, do lado esquerdo não tem alguém jogando mais que o ex-tricolor Keno. No meio, os ex-rubro-negros Jair e Patrick brilham no Atlético-MG e no Inter. E ainda deixam saudades por aqui.

E por que todos se destacaram por aqui e saíram ser compensação financeira? Por falta de visão. E de dinheiro, principalmente. Com maior poder de fogo, rubro0negros, alvirrubros e tricolores poderiam ampliar copntratos antes de seu término. Algo básico no atual futebol. Mas serviram apenas de vitrine para rivais mais ricos. Mais equilibrados economicamente. E que vão ou já fizeram mais dinheiro levando os craques.

Que sirva de lição, de novo, para não deixar escapar entre os dedos futuras promessas. Se não tiver dinheiro para segurá-los, encontre parcerias. Converse. Convença. Só não os deixem sair de graça.

Mais textos da Coluna Planeta Bola no www.jc.com.br/planeta-bola

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias