Planeta Bola

Depois de seguidos cochilos, Santa Cruz precisa ficar de olhos abertos

Terceiro jogo seguido sem vitórias e jogando mal é alerta para o quadrangular com Vila Nova, Brusque e Ituano

Carlyle Paes Barreto
Carlyle Paes Barreto
Publicado em 05/12/2020 às 21:22
Notícia
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
ALTOS E BAIXOS Santa Cruz estava perdendo por 2x0, virou o jogo, vacilou e cedeu empate em 3x3 no Arruda contra o Ferroviário - FOTO: FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

Por Carlyle Paes Barreto, da Coluna Planeta Bola

Depois de duas derrotas e estar perdendo a terceira partida seguida por dois gols de diferença, o Santa Cruz acordou. Virando, em 15 minutos, o jogo diante do Ferroviário. Mas voltou a se acomodar, como ocorrera nas rodadas anteriores. Permitindo o empate e tomando mais uma vez a lição que precisa estar aceso o tempo todo. Principalmente a partir de agora, na fase decisiva da Série C.

Já conhecendo seus adversários (Vila Nova, Ituano e Brusque), o time de melhor campanha na fase classificatória sabe que não pode mais se dar ao luxo de tirar o pé do acelerador. E que o grande desafio, agora, é retomar o equilíbrio do início da competição. Esquecido nas últimas três rodadas, depois que garantiu a classificação antecipada.

Diante do Ferroviário, ontem, um primeiro tempo moroso. Apatia com dois gols tomados em cinco minutos na segunda etapa. Seguida de reação, com a virada quase que instantânea. Mas voltando a se acomodar, tomando um empate frustrante.

No quadrangular, desta vez sem a pecha de favorito, não haverá espaço para este tipo de recuo. Para a falta de imposição como vem acontecendo. Diante de um Vila Nova que já bateu o Santa nesta Serie C. Ou contra os modestos e irregulares Brusque e Ituano.

Mais textos da Coluna Planeta Bola no www.jc.com.br/planeta-bola

 

Comentários

Últimas notícias