"O desafio é enorme", afirma Paulo Câmara sobre combate à violência em PE

Publicado em 20/02/2017 às 9:38
Sérgio Bernardo/Acervo JC Imagem
Governador pernambuco ainda demonstrou apoio a ações de combate ao coronavírus - FOTO: Sérgio Bernardo/Acervo JC Imagem
Leitura:
Após aumento recorde de violência, Paulo Câmara trocou gestores das polícias Civil e Militar. Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem Após aumento recorde de violência, Paulo Câmara trocou gestores das polícias Civil e Militar. Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem Tomou posse, na manhã desta segunda-feira (20), o novo comandante da Polícia Militar de Pernambuco, Vanildo Maranhão. A cerimônia aconteceu no Comando Geral da PM, no bairro do Derby, e contou com a presença do governador Paulo Câmara. A mudança acontece em meio ao aumento desenfreado da violência no Estado. O mês de janeiro apresentou novo recorde de homicídios. Foram 479 mortes - o maior número em dez anos. "O dia de hoje marca um novo início de uma etapa importante para a segurança do nosso Estado. Quero dizer que o desafio é enorme. Vai exigir um esforço diário, na busca incansável da redução da criminalidade. Os resultados vão vir. Vamos continuar avançando", afirmou o governador. Durante discurso, o secretário de Defesa Social, Angelo Gioia, também falou sobre o combate à violência no Estado. "A população precisa viver em paz. Nosso compromisso maior é com a população de Pernambuco", disse. Perfil do novo comandante O coronel Vanildo Maranhão assume o lugar do também coronel Carlos D'Albuquerque. Com 50 anos, ele entrou na PM em 1987, assumindo cargos e missões como o comando da Radiopatrulha e da Diretoria Integrada Metropolitana, além de outros batalhões. Ele foi um dos responsáveis pela criação do Rocrop - grupo de elite do BPRp criado em janeiro para combater as quadrilhas de explosão de bancos. Polícia Civil Nesta terça-feira (21) acontece a posse do novo chefe da Polícia Civil de Pernambuco. O delegado Joselito Kehrle assume a vaga deixada pelo delegado Antônio Barros, exonerado na sexta-feira passada (17). Leia Mais Novo chefe da Polícia Civil reduziu homicídios entre 2008 e 2012, à frente do DHPP A cada 17 minutos, uma mulher é vítima de violência em Pernambuco

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias