Passageira que caiu de ônibus vai receber R$ 10 mil de indenização

Publicado em 08/10/2019 às 14:43
SÉRGIO BERNARDO/JC IMAGEM
Transporte por ônibus teve queda de até 50% da demanda de passageiros por causa do coronavírus - FOTO: SÉRGIO BERNARDO/JC IMAGEM
Leitura:
Empresa de ônibus foi condenada pela Justiça a pagar indenização O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) condenou uma empresa de ônibus da Região Metropolitana do Recife a pagar uma indenização de R$ 10 mil a uma passageira que caiu do coletivo em movimento. O acidente ocorreu em junho de 2011, mas só agora foi julgado. A empresa de ônibus, que não teve o nome divulgado, ainda pode recorrer da decisão. De acordo com a passageira, no momento em que desembarcava com uma amiga, o ônibus já se encontrava em movimento e com as portas abertas. Ela disse que parou de descer, mas não conseguiu mais se equilibrar e caiu da escadaria do coletivo, o que resultou em uma fratura na mão esquerda e, logo depois, em um desmaio. Testemunhas disseram que o motorista e o cobrador desceram do veículo para checar a situação da mulher, mas, ao ver a filha da amiga da mulher e um motorista de um carro atrás do ônibus se prontificando a atender a vítima, seguiram a viagem. O motorista do carro particular levou a passageira até um hospital em Olinda. Até hoje a passageira se encontra com dificuldades na mão esquerda e uma cicatriz de 60 milímetros após a cirurgia. Além disso, durante o tratamento, ficou incapaz de exercer suas funções por 30 dias. A empresa de ônibus alegou estranheza pelo fato de a passageira ter acionado a Justiça somente um ano após o incidente. Rechaçou ainda o pedido de indenizatório por danos morais por não ter ocorrido nenhum dano aos direitos da personalidade da autora. Mesmo assim, o desembargador Roberto da Silva Maia, relator do caso na 1ª Câmara Cível do TJPE, manteve a sentença indenizatória. O valor é a título de danos morais e estéticos, uma vez que o dano moral pode ser cumulado com o dano estético. LEIA TAMBÉM Justiça condena clínica de estética após danos no rosto de professora Justiça reduz pena de condenados por matar a turista alemã Jennifer Kloker

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias