TJPE condena acusados por latrocínio de advogado no Parque das Esculturas

Publicado em 02/03/2020 às 8:15
Leitura:
O empresário e advogado Flávio Mendes de Amorim foi vítima de latrocínio na altura do Parque das Esculturas. Foto: Reprodução/Internet Após um ano e cinco meses, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) condenou dois acusados pelo latrocínio (roubo seguido de morte) do empresário e advogado Flávio Mendes Amorim, de 47 anos. De acordo com as investigações, a vítima estava com a esposa e uma sobrinha andando de bicicleta nas imediações do Parque das Esculturas, no Bairro do Recife, área central do Recife, quando foram abordadas. Mesmo entregando as bikes aos assaltantes e não reagindo, Flávio foi atingido por um tiro no tórax e não resistiu. O crime foi em 30 de setembro de 2018. A sentença foi publicada na última sexta-feira (28). Matheus Ribeiro Vieira Barros, responsável pelo tiro que matou o empresário, foi condenado a uma pena de 30 anos, sete meses e 15 dias de prisão, além do pagamento de 360 dias-multa. Já o comparsa, Artur Filipe Lima de Lira, foi condenado a 33 anos e 45 dias de prisão, além do pagamento de 360 dias-multa. Os dois, que já estão presos desde a época do crime, não terão direito a recorrer da sentença em liberdade. Um terceiro acusado, que teria encomendado as duas bicicletas por cerca de R$ 1 mil e ainda emprestado a arma para o crime, foi absolvido pela Justiça por falta de provas. Ele estava com um mandado de prisão em aberto, mas nunca chegou a ser encontrado. LEIA TAMBÉM Por causa de assaltos, TJPE autoriza cartório em Jaboatão a fechar mais cedo Justiça condena youtubers que invadiram presídio para fazer pegadinha    

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias