COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Para enfrentar o coronavírus, Pernambuco terá 100 leitos de UTI nas unidades públicas de saúde

André Longo, secretário Estadual de Saúde, garantiu a criação de novos leitos de enfermaria e de unidades de terapia intensiva (UTI) no Estado

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 17/03/2020 às 15:49
Notícia
YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
PRIMEIRO CASO Paciente de 59 anos está internada no Hospital Universitário Oswaldo Cruz, na área central do Recife, com a infecção fúngica - FOTO: YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus deu ênfase a uma declaração: “Testem, testem, testem. Todos os casos suspeitos. Se eles derem positivo, isolem”, declarou o porta-voz da entidade, que reforçou a importância das duas iniciativas (exames e isolamento) para evitar a ampliação da circulação do novo coronavírus, que já acomete 18 pessoas em Pernambuco. Desse total, quatro casos são de pacientes que tiveram contato com outros que positivaram para a doença, o que configura transmissão local do vírus. Apesar das recomendações da OMS para ampliação da realização de testes, em pacientes com sintomas da infecção, e fortalecimento de ações de isolamento, o Estado de Pernambuco garantiu que só terá assistência hospitalar os casos que apresentarem complicações e risco de gravidade. Ainda assim, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, garantiu a criação de novos leitos de enfermaria e de unidades de terapia intensiva (UTI) no Estado.

Clique aqui e acompanhe as últimas notícias sobre o novo coronavírus

“Concordamos com as recomendações do Ministério da Saúde, que não apresentou modificações em relação ao isolamento domiciliar. Só vai para o hospital as pessoas que realmente precisarem”, disse André Longo, reforçando que a conduta é essencial para evitar um colapso no já sobrecarregado Sistema Único de Saúde (SUS).

O secretário garantiu que o plano de contingência do Estado prevê a instalação de mais dez leitos de UTI e outros 32 de enfermaria no Huoc. “Já colocamos equipamentos lá. A expectativa é de que, até o fim deste mês, tenhamos esta estrutura no hospital. O Imip (Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira) provavelmente terá mais dez leitos, e os Hospitais Dom Helder Camara (no Cabo de Santo Agostinho, Grande Recife) e Mestre Vitalino (em Caruaru, Agreste) também contará com mais leitos.” Ainda de acordo com André Longo, o governador determinou aquisição de respiratórios para montagem de, pelo menos, cem leitos de UTI nas unidades públicas de saúde.

Embora os casos do novo coronavírus sejam mais frequentes em idosos, os mais jovens também têm adoecido. Um menino de 10 anos, com histórico de viagem para os Estados Unidos, é o primeiro caso confirmado, em Pernambuco, de covid-19 na faixa etária infantil. Ele é morador do município de Jaboatão, no Grande Recife. Além dele, o Estado confirmou o primeiro caso em adolescente: uma jovem de 16 anos, que reside no Recife e também tem histórico de passagem pelos Estados Unidos. A Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgou ambos os casos importados no boletim, mas não forneceu mais detalhes sobre o quadro de saúde do menino nem da adolescente.

Ao todo, foram notificados, em Pernambuco, até a manhã da segunda-feira (16), 183 casos suspeitos para a covid-19, com as 18 confirmações, três casos prováveis (pessoas investigadas que tiveram contato próximo ou domiciliar com caso confirmado), 81 descartados e outros 81 ainda em investigação. “Entre as confirmações, apenas um paciente está internado na enfermaria do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc). Neste momento, até por causa da predominância de casos importados, a demanda tem sido maior no setor privado de saúde. São pessoas que têm plano de saúde. Mas claro que a gente se prepara para a possibilidade de ter uma sobrecarga (no SUS, pensando no momento de transmissão comunitária). Mas esperamos que ela seja a menor possível”, disse André Longo.

Sobre a testagem para diagnóstico do coronavírus, Pernambuco continua realizando o exame nas pessoas que apresentam sintomas do novo coronavírus, inclusive os casos leves. A situação só deve mudar quando o Estado registrar caso de transmissão comunitária (situação em que não é identificada a origem da contaminação). Com isso, Pernambuco entrará em uma nova fase da estratégia, que é a de criar condições para diminuir os danos que o vírus pode causar à população.

O avanço das confirmações de covid-19 no Estado, chegando a Jaboatão dos Guararapes (2 casos), no Grande Recife, e a Belo Jardim (1 caso), no Agreste, levou o governo a determinar a suspensão das aulas em toda a rede estadual de educação, pública e privada, já a partir desta quarta-feira (18), e por tempo indeterminado.

YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Hospital Universitário Oswaldo Cruz é uma das unidades da rede estadual que são referência em assistência aos pacientes infectados pelo novo coronavírus - FOTO:YACY RIBEIRO/JC IMAGEM

Comentários

Últimas notícias