pandemia

Pernambuco contabiliza mais 1.869 novos casos e 51 óbitos pela covid-19 nas últimas 24 horas

Entre os casos confirmados nesta sexta (16), 104 (5,5%) são considerados graves e que se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)

Bruna Oliveira
Cadastrado por
Bruna Oliveira
Publicado em 16/04/2021 às 13:32 | Atualizado em 16/04/2021 às 13:35
ACERVO/AGÊNCIA BRASIL
Pernambuco totaliza 378.852 casos de pessoas infectadas pela covid-19 - FOTO: ACERVO/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

Em informe divulgado nesta sexta-feira (16), a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) afirmou que foram confirmados mais 1.869 casos do novo coronavírus no Estado nas últimas 24 horas. Além disso, também foram confirmadas 51 novas mortes em decorrência da covid-19. Agora, o Estado totaliza 378.852 casos de pessoas infectadas, desde o início da pandemia, com 13.102 vidas perdidas.

>> Mais de 255 mil doses de vacina contra covid-19 chegam em Pernambuco

>> "Não é para paciente algum estar acordando em leito de UTI em Pernambuco", diz secretário ao negar falta de medicamento do kit intubação

Entre os casos confirmados nesta sexta, 104 (5,5%) são considerados graves que se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.765 (94,5%) são leves, ou seja, os pacientes não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Do total de casos, 38.308 foram enquadrados como graves e 340.544, leves.

As mortes confirmadas nas últimas 24 horas ocorreram entres os dias 5 de maio de 2020 e essa quinta-feira (15). Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Média móvel

Os novos casos fizeram com que Pernambuco atingisse uma média móvel, que leva em consideração os dados dos últimos sete dias, de 1.787 casos nesta sexta-feira. O número representa uma estabilidade em 8% com relação a média móvel do número de casos de 14 dias atrás.

A média móvel é entendida como índice ideal para medir o avanço da pandemia em um local. Ela contabiliza a média dos últimos sete dias (contando com hoje) e compara com 14 dias atrás. Variações acima de 15%, seja para mais ou menos, indicam tendência de alta ou queda, respectivamente. Já abaixo disso, indica estabilidade.

Com relação às mortes, o Estado atingiu a média móvel de 59 óbitos, apresentando uma tendência de estabilidade de 11%.

 

Comentários

Últimas notícias