COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Pernambuco se aproxima da triste marca de 400 mil casos confirmados de covid-19

Ao todo, no Estado, já são 393.829 casos confirmados da doença, sendo 39.367 graves e 354.462 leves

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 24/04/2021 às 15:34
Notícia
WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Previsão é que sejam testados os moradores de 62.097 domicílios brasileiros - FOTO: WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Leitura:

Neste sábado (24), a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES) confirmou mais 2.089 casos de covid-19. Entre eles, 65 (3%) são graves e 2.024 (97%) são leves. Com esses novos casos, o Estado se aproxima da marca de 400 mil pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus, desde 12 de março de 2020. Ao todo, já são 393.829 casos confirmados da doença, sendo 39.367 graves e 354.462 leves.

Também, neste sábado, a SES confirmou mais 46 óbitos, ocorridos entre 9 de outubro do ano passado e a última sexta-feira (23/4). Com isso, o Estado totaliza 13.570 mortes pela covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela SES. 

Os indicadores atuais do Estado indicam estabilização de casos, internações e óbitos associados ao novo coronavírus em Pernambuco, mas com percentuais ainda em um patamar alto. Com esse platô elevado e grande pressão da pandemia na rede de saúde, apesar de leve tendência de queda dos indicadores nos últimos dias, Pernambuco decidiu estender as atuais restrições do plano de convivência com o novo coronavírus até o dia 9 de maio, com ajustes que passam a valer a partir desta segunda-feira (26). A partir dessa data, estarão autorizados o comércio de praia, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, mantendo a proibição nos finais de semana. O funcionamento das atividades de maneira geral será estendido, nos fins de semana, até às 18h, para quem iniciar às 10h. Os estabelecimentos que abrirem às 9h só poderão funcionar até às 17h.

Segundo o governo do Estado, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 continua analisando diariamente os números da pandemia para avaliar a necessidade de novos ajustes a partir de 10 de maio. "Seguimos contando com a compreensão de toda a população pernambucana. É nosso dever manter as atitudes preventivas. Evite aglomerações, higienize as mãos e sempre use máscara", disse o governador Paulo Câmara, em pronunciamento na última quinta-feira (22). 

Já o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, chama a atenção para o elevado número de pessoas internadas, em unidades de saúde pernambucanas, com sintomas sugestivos da infecção pelo novo coronavírus. São mais de 3,2 mil casos ativos em assistência hospitalar nas redes pública e privada. "Desse total, são quase duas mil pessoas em leitos de terapia intensiva (UTI)", frisou Longo. 

Em relação aos casos de síndrome respiratória aguda grave (srag), o secretário destacou que foram notificados 1.584 casos na semana 15 (11/04 a 17/04), o que representa uma redução de 8,8% (diferença de 153 casos) em relação à semana epidemiológica 14 (04/04 a 10/04). Nas solicitações de leitos de UTI, o Estado registrou, após leve aumento na semana 14, uma retração de 5,1% no período de 11 a 17 de abril. Já os pedidos por vagas de enfermaria tiveram queda de 5,7%. "Apesar desses indicadores positivos, ainda temos altas taxas de ocupação de leitos, com muitos pernambucanos que ainda estão lutando contra a doença nos hospitais", complementou André Longo.

Comentários

Últimas notícias