COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Após Anvisa suspender AstraZeneca para grávidas, Recife oferecerá vacina da Pfizer para gestantes de outros municípios

Prefeito João Campos fez o anúncio na tarde desta terça-feira (11)

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 11/05/2021 às 17:26
Notícia
IGO BIONE/DIVULGAÇÃO
Anvisa já havia recomendado a suspensão do uso da vacina da AstraZeneca em gestantes - FOTO: IGO BIONE/DIVULGAÇÃO
Leitura:

O prefeito do Recife, João Campos, afirmou, na tarde desta terça-feira (11), que oferecerá, ao Governo do Estado e municípios pernambucanos, uma parcela das vacinas Pfizer do Recife para que grávidas e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto) de outras cidades do Estado possam ser imunizadas na capital, em troca por doses da AstraZeneca.

O gestor municipal fez a declaração após a notícia de que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão imediata do uso AstraZeneca para gestantes. No Recife, desde o início da vacinação de grávidas e mulheres até 45 dias após o parto, a imunização tem sido realizada exclusivamente com a vacina Pfizer. 

“Nós estamos ofertando para que os demais municípios de nosso Estado, junto com o Governo do Estado, possam utilizar as vacinas Pfizer que o Recife tem. Elas podem ser substituídas por AstraZeneca, e assim esse lote de Pfizer pode ajudar as gestantes e as puérperas de todo o Estado", disse João Campos. Ele reforçou que a capital garantirá a vacinação de todas as mulheres grávidas e as puérperas moradoras da cidade. "Mas, como nem todos os municípios do Estado recebem a vacina Pfizer, é fundamental ter solidariedade e empatia, garantindo que vidas sejam salvas em todo o Estado de Pernambuco”, anunciou João Campos.

 

Comentários

Últimas notícias