COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Covid-19: com meta de testar 10% da população até fevereiro, governo de Pernambuco inaugura posto no TIP

Pessoas que realizarem o teste já saem do local com o laudo do exame, que fica pronto em cerca de 20 minutos

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 02/09/2021 às 19:06
Notícia
MIVA FILHO/SES
Proposta é examinar quem passa pelo local, no embarque e desembarque dos coletivos intermunicipais e interestaduais, e os próprios funcionários do TIP - FOTO: MIVA FILHO/SES
Leitura:

Um novo posto de testagem para detecção de casos da covid-19 foi inaugurado, nesta quinta-feira (2), no Terminal Integrado de Passageiros (TIP), na Várzea, Zona Oeste do Recife. A iniciativa faz parte da estratégia do TestaPE, programa do governo de Pernambuco que tem como objetivo fazer a vigilância do vírus, com foco na testagem da população em locais com grande circulação de pessoas. Além disso, o TestaPE oferta os testes rápidos de antígeno em outros dois eixos: na porta de entrada da rede de saúde (unidades básicas de saúde, policlínicas e as Unidades de Pronto Atendimento); e nos serviços do setor público e privado, através de parcerias com instituições do terceiro setor. A ação visa testar, nos próximos seis meses, 10% da população do Estado para detecção do vírus ativo, isolamento dos casos positivos e interrupção do ciclo da Covid-19.

A estação no TIP funciona de domingo a domingo, das 8h às 16h. A proposta é examinar quem passa pelo local, no embarque e desembarque dos coletivos intermunicipais e interestaduais, e os próprios funcionários do TIP.

Na manhã desta quinta (2), foram 20 pessoas testadas, todas negativas. Desse total, duas pessoas, que estavam sintomáticas, ainda fizeram também a coleta de RT-PCR para análise no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-PE).

"Implementar a estratégia do TestaPE no TIP, um importante centro de deslocamento de pessoas, é possibilitar o acesso à testagem rápida da covid-19 para a população em locais mais viáveis, por onde elas já estejam passando, facilitando a intervenção e ampliando o monitoramento do coronavírus em Pernambuco", ressalta o secretário Estadual de Saúde, André Longo.

O passageiro que realizar o teste já sai do local com o laudo do exame, que fica pronto em cerca de 20 minutos. Uma parte dos casos positivos também pode passar por coleta de RT-PCR para submeter a amostra, se possível, ao sequenciamento genético. Os casos positivos também são orientados quanto ao isolamento que deve ser cumprido.

Teste rápido de antígeno

Similar ao exame de biologia molecular RT-PCR, o teste rápido de antígeno também é feito com a coleta de material biológico da nasofaringe do paciente, com swab nasal. A diferença é que o resultado, ao contrário do RT-PCR, sai em menos de uma hora. Também não é preciso levar ao laboratório ou utilizar equipamentos complexos para saber o resultado. A indicação é que o exame seja feito em até dez dias após o início dos sintomas, com preferência entre o terceiro e o sétimo dia. Assim como os testes moleculares de RT-PCR, o de antígeno também detecta a doença em sua fase aguda, quando a infecção está ativa e há maior risco de transmissão.

O investimento no programa TestaPE é de R$ 7,6 milhões, com a compra de 1.090.713 testes de antígeno para ampliação da oferta de exames em locais estratégicos no território pernambucano. Os insumos já foram enviados para os municípios pernambucanos articularem suas estratégias de testagem.

"Já distribuímos 200 mil testes para todo o Estado. A ideia é que cada município faça a sua estratégia para que esse teste seja oferecido em grande quantidade para a população", frisa a secretária-executiva de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Patrícia Ismael.

Comentários

Últimas notícias