COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

EUA anunciam protocolos para entrada de visitantes; confira

Visitantes estrangeiros terão de estar totalmente vacinados para a entrada no país

Agência Brasil
Agência Brasil
Publicado em 25/10/2021 às 18:59
HEUDES RÉGIS/SEI
Visitantes estrangeiros terão de estar totalmente vacinados para a entrada no país - FOTO: HEUDES RÉGIS/SEI
Leitura:

O governo dos Estados Unidos anunciou, nesta segunda-feira (25), procedimentos e regras para a retomada da entrada de visitantes no país no contexto da pandemia do coronavírus a partir do dia 8 de novembro. Visitantes estrangeiros terão de estar totalmente vacinados para a entrada no país.

Os requisitos serão tanto para a entrada por via aérea como por fronteiras terrestres. E será necessário apresentar teste negativo para covid-19 até três dias antes. Pessoas não vacinadas terão que apresentar exame feito no dia anterior.

Leia também: Com baixíssimas coberturas, Pernambuco convoca pais e responsáveis para reta final da campanha de vacinação para crianças e adolescentes

Crianças e adolescentes não precisarão seguir as obrigações de vacinação. Em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (25), representantes do governo dos EUA justificaram a medida pelo fato desse público ainda não ser elegível em diversos países para a imunização contra a covid-19.

Outro motivo para a decisão é o fato de adolescentes, em muitos casos, estarem sendo vacinados com imunizantes não aceitos nos Estados Unidos ou recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Outra exceção aos requisitos para a entrada de turistas e outros viajantes será para países que ainda não tiveram condições de implantar um programa massivo de vacinação para ter sua população imunizada.

Devem ser incluídos nessa categoria as nações identificadas pela OMS com nível de cobertura vacinal contra a covid-19 abaixo dos 10%. Esses países são informados pela OMS periodicamente, lista que será levada em consideração. Atualmente, cerca de 50 países estão nessa condição. Pessoas desses países terão de apresentar justificativas para a ida aos Estados Unidos, que serão avaliadas pelas autoridades estadunidenses.

No grupo das exceções, entram também pessoas com reações alérgicas severas às vacinas contra a covid-19. Os critérios serão detalhados em normas e diretrizes que serão divulgadas pelo governo dos EUA.

Comentários

Últimas notícias