VACINAÇÃO

Covid-19: lote atrasa e Pernambuco fica sem previsão da chegada de 55 mil doses de vacinas para crianças

De acordo com a Latam, a carga com as 55 mil doses de vacinas, que será transportada pela companhia aérea ao Estado, foi recebida só na manhã desta sexta-feira (14)

JC
JC
Publicado em 14/01/2022 às 8:29
Hannibal Hanschke / AFP
A vacina da Pfizer contra covid-19 para crianças tem o frasco laranja - FOTO: Hannibal Hanschke / AFP
Leitura:

Atualizada às 10h56

A chegada do primeiro lote de vacinas pediátricas contra a covid-19  anteriormente estimado para ser entregue ao  Estado na madrugada desta sexta-feira (14), por volta da 1h20, sofreu atraso e chegou por volta das 10h50 em um voo da companhia aérea Latam. 

De acordo com a Latam, a carga com as 55 mil doses de vacinas, que será transportada pela companhia aérea ao Estado, foi recebida só na manhã desta sexta-feira (14), em São Paulo. Embora tenha confirmado o recebimento, a companhia aérea ainda não tem previsão de quando a remessa será enviada aos pernambucanos. "Assim que tivermos a nova programação de voos, compartilharemos", assegura a Latam. 

Por volta das 10h50 desta sexta-feira, a Latam confirmou a chegada do voo que traz as doses ao Estado, que decolou de São Paulo às 7h35 de hoje. 

A expectativa do governo do Estado era de iniciar a distribuição das doses aos municípios já neste sábado (15). 

A partir da chegada da primeira remessa, crianças de 5 a 11 anos com doença neurológica crônica, com distúrbios do desenvolvimento neurológico (com priorização, neste momento, de meninas e meninos com síndrome de Down e autismo) e indígenas terão seus esquemas vacinais iniciados.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES), por meio do Programa Estadual de Imunização, assegura que já tem organizado o processo de logística para distribuir rapidamente o imunizante aos municípios, que ficarão responsáveis pela aplicação no público infantil.

"A partir da ordem e dos critérios já estabelecidos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 para vacinação de crianças e observando que a expectativa de doses a receber seja insuficiente para grandes avanços, o Comitê Técnico, com apoio dos representantes municipais, elencou prioridades dentro deste plano. Estamos reforçando, junto aos municípios pernambucanos, que, tão logo o Estado receba do Ministério da Saúde mais doses, a estratégia de vacinação será ampliada para que possamos proteger a população de 5 a 11 anos”, destacou a superintendente de Imunizações do Estado, Ana Catarina de Melo, em entrevista à Coluna Saúde e Bem-estar, deste JC. 

De acordo com os dados do Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe), na análise de março de 2020 a novembro de 2021, 17,3% das crianças de 5 a 11 que morreram pela covid-19 apresentavam alguma síndrome neurológica crônica (demência vascular, acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico e ataque isquêmico transitório). Trata-se da comorbidade mais frequente entre os óbitos confirmados pela doença nesta faixa etária.

Preparação no Recife

No Recife, assim que chegar, a vacina será aplicada de domingo a domingo, das 7h30 às 18h30, sendo necessário fazer o agendamento pelo site (https://conectarecife.recife.pe.gov.br) ou aplicativo do Conecta Recife, em centros exclusivos voltados para a vacinação de crianças (UFPE, Sest Senat, Universo e Universidade Católica). 

O imunizante que será utilizado é o da Pfizer, o único aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) até agora para o público infantil. Não será exigida prescrição médica.

A estimativa populacional no Recife, de pessoas entre 5 e 11 anos (segundo estimativa do Ministério da Saúde, baseada no IBGE), é de 159.558 mil crianças.

Desse total, até agora 40.261 estão cadastradas nessa faixa etária no Conecta Recife. A Prefeitura do Recife se antecipou e, desde agosto, abriu o cadastramento no Conecta Recife para todas as pessoas nessa faixa etária.

 

Comentários

Últimas notícias