IMUNIZAÇÃO

Após atraso, vacinas contra covid-19 para crianças chegam a Pernambuco

De acordo com a Latam, voo partiu de Guarulhos às 7h49 desta sexta-feira (14)

JC
Cadastrado por
JC
Publicado em 14/01/2022 às 11:04 | Atualizado em 14/01/2022 às 18:28
DAY SANTOS/JC IMAGEM
Chegada de novas doses da vacina - FOTO: DAY SANTOS/JC IMAGEM
Leitura:

Após sofrer atraso, o primeiro lote de vacinas pediátricas contra a covid-19, com 60 mil doses, chegou a Pernambuco. De acordo com a Latam, a previsão anteriormente estimada entrega ao  Estado na madrugada desta sexta-feira (14), por volta da 1h20, não foi concretizada. O embarque das doses foi feito num voo comercial que partiu de São Paulo às 7h49, chegando ao Recife por volta das 10h50. 

A carga com as 60 mil doses de vacinas foi recebida só na manhã desta sexta-feira (14), em São Paulo, pela Latam. Por volta das 10h50 desta sexta-feira, a Latam confirmou a chegada do voo que traz as doses ao Estado, que decolou de São Paulo às 7h35 de hoje. Na previsão anterior, a expectativa do governo do Estado era de iniciar a distribuição das doses aos municípios já neste sábado (15). 

DAY SANTOS/JC IMAGEM
Chegada de novas doses da vacina - DAY SANTOS/JC IMAGEM
DAY SANTOS/JC IMAGEM
Chegada de novas doses da vacina - DAY SANTOS/JC IMAGEM
DAY SANTOS/JC IMAGEM
Chegada de novas doses da vacina - DAY SANTOS/JC IMAGEM
DAY SANTOS/JC IMAGEM
Chegada de novas doses da vacina contra a covid-19 para serem usadas em crianças entre 5 e 11 anos - DAY SANTOS/JC IMAGEM
DAY SANTOS/JC IMAGEM
Chegada de novas doses da vacina - DAY SANTOS/JC IMAGEM
DAY SANTOS/JC IMAGEM
Chegada de novas doses da vacina - DAY SANTOS/JC IMAGEM
DAY SANTOS/JC IMAGEM
Chegada de novas doses da vacina - DAY SANTOS/JC IMAGEM
DAY SANTOS/JC IMAGEM
Chegada de novas doses da vacina - DAY SANTOS/JC IMAGEM

A partir da chegada da primeira remessa, crianças de 5 a 11 anos com doença neurológica crônica, com distúrbios do desenvolvimento neurológico (com priorização, neste momento, de meninas e meninos com síndrome de Down e autismo) e indígenas terão seus esquemas vacinais iniciados.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES), por meio do Programa Estadual de Imunização, assegura que já tem organizado o processo de logística para distribuir rapidamente o imunizante aos municípios, que ficarão responsáveis pela aplicação no público infantil.

“Nossa logística já está montada para o envio das doses para todas as Regionais de Saúde, onde os municípios fazem a retirada. Após o recebimento, iniciaremos nossa distribuição ainda nesta sexta-feira (14/01), finalizando no sábado (15/01)”, explica a superintendente de Imunizações do Estado, Ana Catarina de Melo.

As Gerências Regionais de Saúde (Geres) ficam responsáveis por disponibilizar os imunobiológicos para aos gestores, que possuem autonomia na criação de estratégias para promover o acesso a sua população.

“No caso da imunização do público infantil, a orientação é que sejam criadas alternativas distintas dos adultos, pois embora o imunizante seja do mesmo fabricante, sua apresentação, dosagem e composição são diferentes do imunizante utilizado para maiores de 12 anos. Além da formulação pediátrica ser diferente dos adultos, o intervalo de duas doses para completar o esquema vacinal será de dois meses. Neste período de preparação, orientamos os gestores municipais e as equipes de imunização a ficarem atentos a essas especificidades para evitar erros de administração”, reforça Ana Catarina.

O envio de novas doses será feito pelo Ministério da Saúde de forma gradativa, chama atenção o secretário estadual de Saúde, André Longo.

“Estamos vivendo o mesmo momento de 1 ano atrás, que é o envio de remessas abaixo do necessário para fazer grandes avanços. Diante desse fato, precisamos eleger prioridades dentro das prioridades previstas no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. Esta semana, nosso Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação orientou e os gestores municipais se reuniram e pactuaram com o Estado para a campanha de vacinação das crianças entre 5 e 11 anos ser iniciada por aqueles meninos e meninas com doença neurológica crônica e com distúrbios do desenvolvimento neurológico, priorizando a síndrome de down, o autismo e indígenas”, afirmou o gestor.

Das 60 mil doses, 5.960 serão destinadas para 100% dos indígenas com esta faixa etária e 53.980 doses serão para 4,28% da população de crianças de 5 a 11 anos, dentro do grupo prioritário.

De acordo com os dados do Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe), na análise de março de 2020 a novembro de 2021, 17,3% das crianças de 5 a 11 que morreram pela covid-19 apresentavam alguma síndrome neurológica crônica (demência vascular, acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico e ataque isquêmico transitório). Trata-se da comorbidade mais frequente entre os óbitos confirmados pela doença nesta faixa etária.

Preparação no Recife

No Recife, assim que chegar, a vacina será aplicada de domingo a domingo, das 7h30 às 18h30, sendo necessário fazer o agendamento pelo site (https://conectarecife.recife.pe.gov.br) ou aplicativo do Conecta Recife, em centros exclusivos voltados para a vacinação de crianças (UFPE, Sest Senat, Universo e Universidade Católica). 

O imunizante que será utilizado é o da Pfizer, o único aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) até agora para o público infantil. Não será exigida prescrição médica.

A estimativa populacional no Recife, de pessoas entre 5 e 11 anos (segundo estimativa do Ministério da Saúde, baseada no IBGE), é de 159.558 mil crianças.

Desse total, até agora 40.261 estão cadastradas nessa faixa etária no Conecta Recife. A Prefeitura do Recife se antecipou e, desde agosto, abriu o cadastramento no Conecta Recife para todas as pessoas nessa faixa etária.

 

Comentários

Últimas notícias