COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Ao vivo: Anvisa analisa pedido de liberação da CoronaVac para crianças

Pernambuco tem um estoque de mais de 150 mil doses de CoronaVac que podem ser automaticamente revertidas para a população pediátrica

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 20/01/2022 às 12:22
BRENO ESAKI/AGÊNCIA SAÚDE DF
Logo após a aprovação da CoronaVac para as crianças, o órgão começou a receber os primeiros e-mails com as ameaças - FOTO: BRENO ESAKI/AGÊNCIA SAÚDE DF
Leitura:

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) discute, em reunião nesta quinta-feira (20), a aprovação da CoronaVac para a população pediátrica. A análise iniciou às 10h. A área técnica da Anvisa sugeriu que a vacina deve ser aplicada em crianças de 6 a 17 anos. A aprovação ou não da CoronaVac para este grupo depende de votação da Diretoria Colegiada da agência, o que está em andamento.

Em São Paulo, o Instituto Butantan já planejou a operação de logística para distribuir as doses contra covid-19 logo na quinta-feira, caso a Anvisa libere o imunizante para essa faixa etária. Em Pernambuco, o secretário de Saúde, André Longo, garantiu que há doses em estoque para também iniciar a vacinação desse público o quanto antes. "O certo é a Anvisa aprovar, e o Ministério da Saúde colocar (a estratégia de vacinação para esse grupo) no PNO (Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19). Espero que não demore 30 dias, que essa manifestação (do governo federal) seja ágil, pois os pais, em maioria, querem vacinar suas crianças", destacou André Longo.

As informações sobre a CoronaVac, enviadas à Anvisa e que baseiam o pedido de autorização para uso emergencial na população pediátrica, incluem um dossiê de segurança com os dados de 211 milhões de crianças e adolescentes que receberam a CoronaVac na China e os dados de efetividade da vacinação com o imunizante no Chile, onde ele já foi aplicado em mais de 1,5 milhão de crianças e adolescentes.

O secretário André Longo informou que o Estado tem um estoque de mais de 150 mil doses de CoronaVac. "Com aprovação da Anvisa, elas serão automaticamente revertidas para a população pediátrica. Esse total de doses representa de 14% a 15% desse grupo etário em Pernambuco", disse Longo.

Comentários

Últimas notícias