Médicas protestam contra o machismo

Publicado em 30/07/2020 às 6:00
Leitura:

Estudo publicado no Journal of Vascular Surgery causou uma onda de protestos entre médicas no mundo inteiro por concluir que o conteúdo postado por profissionais nas redes sociais pode afetar a escolha do paciente na hora de buscar atendimento e prejudicar a reputação da profissional. O documento em questão foi publicado em dezembro do ano passado, mas ganhou visibilidade esta semana. Para conduzir o estudo, os pesquisadores, que eram na maioria homens, criaram contas 'neutras' para investigar o conteúdo postado online. O material menciona especificamente fotos com "trajes inapropriados", "segurando ou consumindo álcool" e "poses provocantes em biquínis/moda praia". Muitas profissionais destacaram o sexismo no campo da medicina.Com a repercussão, médicas de diferentes países publicaram fotos de biquíni como forma de protesto, usando a hashtag medbikini, para provar que a roupa não as torna menos capazes de realizar o trabalho. Até o fechamento desta coluna, do início da semana para cá, o Instagram já contabilizava 15.700 posts com a hashtag.

Comentários

Últimas notícias