É a hora da Tríplice Coroa Havaiana

Alexandre Gondim
Alexandre Gondim
Publicado em 13/11/2019 às 18:07
Leitura:
[caption id="attachment_4186" align="alignnone" width="748"]"" Jadson Andre . Foto: Pierre Tostee/WSL[/caption]Uma bênção tradicional Havaiana recebeu os competidores no norte shore do Havaí em Haleiwa para o 37º ano consecutivo do Hawaiian Pro, o primeiro campeonato da respeitada Triplice Coroa Havaiana, o Vans Triple Crown of Surfing, um circuito de três provas havaianas que fecham o ano de competições do QS e do CT, que tem sua janela de realização começando hoje, 13/11, e vai até o dia 20 de dezembro.Todo glamour do lado norte do Havaí presentes nesta primeira etapa e estendida as outras duas: a Copa do Mundo Vans de Surfe em Sunset Beach, de 25 a 7 de dezembro, e o Billabong Pipe Masters de 8 a 20 de dezembro.[caption id="attachment_131" align="alignnone" width="748"]"" Alejo Muniz.  Foto: Kirstin Scholtz /WSL[/caption]Considerado um dos títulos mais almejados por todos os surfistas, qualificou locais em uma triagem e os incríveis competidores que pretendem sua vaga no Champioship Tour terão suas vidas no circuito definidas em uma janela de seis semanas tornando essa fase final da competição sempre muito aguardada.Desta vez terá um ingrediente emocional a mais que é a disputa olímpica entre os homens que dará a vaga para os 10 primeiros do ranking após o Pipe Master em Pipeline.Vinte e seis atletas do CT estãosão inscritos oficialmente na Triplice Coroa, incluindo o bicampeão mundial e o tricampeão John Vitoria John Florence e o onze vezes campeão mundial e bicampeão Kelly Slater .[caption id="attachment_2695" align="alignnone" width="748"]"" Tomas Hermes . Foto: WSL[/caption]Florence não compete desde que rompeu o ligamento do joelho no Brasil durante o Oi Rio Pro e tem se concentrado na reabilitação das lesões nos últimos quatro meses. Ele deixou claro no início do ano que a qualificação olímpica ainda era um objetivo e os fãs esperam que ele entre n'agua.Para o Hawaiian Pro, estarão competindo já na primeira fase os brasileiros Marco Fernandez, Tomas Hermes, Weslley Dantas, Wiggolly Dantas, Matheus Navarro, Caio Ibelli, Thiago Camarão, Flavio Nakagima e Joao Chianca.[caption id="attachment_157" align="alignnone" width="748"]"" Luel Felipe. Foto: Acervo Pessoal[/caption]Na segunda fase entram os melhores colocados no ranking os pernambucanos Luel Felipe e Ian Gouveia e o paulista Alejo Muniz. E só na terceira os surfistas do CT Samuel Pupo, Deivid Silva, Jesse Mendes, Miguel Pupo , Michael Rodrigues, Alex Ribeiro, Jadson Andre e Willian Cardoso.Todos eles pretendem uma boa colocação final no QS para garantirem sua vaga na elite. Já os brasileiros bem colocados no CT não precisam destes pontos e se concentram totalmente em Pipeline para decidirem o título mundial.[caption id="attachment_3418" align="alignnone" width="748"]"" Jesse Mendes. Foto: @WSL / Keoki Saguibo[/caption]Serão 128 atletas competindo pela vitória no evento e a liderança da Triplice, os 10.000 pontos oferecidos oferecem uma oportunidade para ingressarem na sonhada lista do CT de 2020.No Havaí será determinado o ranking mundial final de 2019 e, portanto, os 18 primeiros classificados olímpicos, 10 homens e 8 mulheres,com um máximo de dois homens e duas mulheres qualificados para cada país. Os 22 lugares restantes serão determinados pelos Jogos Mundiais de Surf ISA de 2019 e 2020, nos Jogos Pan-americanos de 2019 em Lima e em uma única vaga, uma para homens e mulheres, para o país anfitrião, o Japão.[caption id="attachment_216" align="alignnone" width="748"]""  Ian Gouveia. Foto: WSL[/caption]Acompanhe o desenrolar das ações e como o assunto é HAWAII !!! ALOHA !!!Veja também:Tríplice Coroa surgiu para impor a supremacia das ondas havaianasOs surfistas Luel Felipe e Ian Gouveia representam Pernambuco na Triplice Coroa Havaiana

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias