Medina, Ítalo e Tati em entrevista sobre as Olimpíadas

Surfistas que irão a Tóquio 2021 falam de suas expectativas e de suas preparações

Alexandre Gondim
Alexandre Gondim
Publicado em 10/06/2021 às 19:06
Notícia
DIVULGAÇÃO/OI
Entrevista coletiva com surfistas e skatistas que irão participar das Olimpíadas do Japão - FOTO: DIVULGAÇÃO/OI
Leitura:

Hoje, 10/06, a OI dentro do seu conceito Atletas de Fibra” organizou uma entrevista coletiva com surfistas e skatistas que irão participar das Olimpíadas do Japão que tem seu começo previsto para o dia 25 de julho em Tsurigasaki Beach. Na cidade de Chiba, a 40 quilômetros de Tóquio.

DIVULGAÇÃO/OI
Campanha #tamojunto - DIVULGAÇÃO/OI

Fui convidado para participar dessa entrevista coletiva onde o bicampeão mundial Gabriel Medina, o atual campeão mundial Ítalo Ferreira e a integrante da elite feminina do surfe mundial da Word Surf League Tatiana Weston-Webb estavam presentes e puderam responder perguntas dos jornalistas sobre suas perspectivas para o torneio olímpico, seus treinamentos, o início das disputas do Champioship Tour 2021 e o momento atual de cada um.

Foi uma excelente oportunidade para a mídia especializada, quebrando o “gelo” criado com a distância que a pandemia do Coronavírus trouxe para o esporte., já que os jornalistas não estão podendo ir aos campeonatos pela limitação de público e Imprensa nos locais dos eventos.

ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
Carlos Burle foi o mediador da entrevista coletiva - ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE

A mediação foi feita pelo pernambucano campeão mundial de ondas gigantes Carlos Burle e após uma apresentação da Oi e do vídeo promocional que a empresa vai veicular na mídia a Diretora de Comunicação e Mídia da Oi Lívia Marquez começou a entrevista leia os principais depoimentos:

A gaúcha Tatiana Westonn-Webb, que juto com a cearense Silvana Lima, irá representar o Brasil em Tóquio falou: ”Eu consigo me manter forte acreditando no trabalho que faço e assim consigo seguir focada. Em Tóquio as ondas são menores e eu estou trabalhando nos equipamentos, usando pranchas de Epox e materiais leves”.

O potiguar Ítalo Ferreira comentou sua preparação para os Jogos: “Estou testando uma prancha bem diferente da que eu uso normalmente. Com ela eu consigo mais velocidade com mais fundo e volume. Já estou usando há alguns meses e gostando bastante. Usar a tecnologia a seu favor e melhorar suas performances só faz somar. Eu uso bastantes vídeos para melhorar minha performance. Vejo tanto vídeos meus como de outros surfistas, uso também o jet ski para me ajudar a ter outra leitura das ondas especialmente as tubulares. Ainda não surfei na praia que vai acontecer a competição, mas acho que serão ondas pequenas parecida com as ondas de Baia Formosa (PB) onde eu moro, não terei grandes dificuldades. Só estou pensando em me divertir e dar o meu melhor. Se fossem 3 participantes provavelmente o Filipe Toledo estaria e poderíamos ganhar as três medalhas”.

Sobre sua alimentação para essa fase Ítalo falou: “Eu sempre mantive um peso mais leve para as competições para ficar mais dinâmico e ágil pelas ondas menores. Para o Havaí eu treino pesado e ganho mais peso pela força das ondas. Mas é difícil quando você viaja para outros países, porém tento me manter focado na alimentação mesmo sendo difícil quando mudamos sempre de países”.

ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
Ítalo Ferreira durante entrevista coletiva - ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE

Sobre a equipe brasileira Ferreira disse: “O que dá muita força é um puxando o outro, acreditando que somos capaz. Sem dúvida estamos mostrando para o mundo nosso talento e gera uma expectativa muito grande em medalhas para todos nós. É muito motivante poder fazer parte desse momento histórico e isso nos dá garra para trazermos medalhas. E completa:“Seria incrível ter o Kelly nas Olimpíadas. Encerrando o ciclo e uma história gigante que ele criou no esporte. Não só para ele mas para todos os fãs do esporte. Seria muito bom ver ele encerrado seu ciclo com o surfe pela primeira vez na Olimpíadas.

Ítalo Ferreira ainda comentou sobre o fato dele ter pulado sobre sua prancha depois de ter perdido uma bateria durante o Championship Tour da WSL: “Eu tenho que descontar em alguma coisa, não vou descontar em ninguém então sobra para minha prancha. Quando eu fica com raiva tenho que colocar para fora, não tenho como mudar o resultado então tenho que colocar para fora. Eu geralmente não consigo me controlar mas depois a raiva passa e sigo em frente. Depois está tudo certo, esqueço e penso no próximo.

ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
Gabriel Medina durante entrevista coletiva - ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE

Gabriel Medina se colocou assim: “Quando você faz o que ama, não precisa trabalhar, assim você consegue criar sentido no que faz, fazendo com amor. Eu tenho testado algumas pranchas mas devo usar o que uso normalmente. Tenho testado quilhas diferentes e pranchas de Epox, mas não devo usar diferentes, confio muito no que uso. Nunca surfei na praia que vai sediar a Olimpíada e na praia que houve o evento teste deu pra ver que serão ondas ruins e limitadas. Vou procurar me divertir e fazer o que amo. Vai ser um desafio todos sabem o que já fazemos na nossa história e nada vai mudar isso. Quanto mais pessoas pudessem participar dos Jogos seriam melhor, dessa vez sou eu e o Ítalo, mas o Filipinho e o Adriano de Souza poderiam esta também. Estamos mostrando através do circuito mundial nossa competência. O Brasil está num momento muito bom e temos toda a capacidade de um bom resultado nas Olimpíadas, se Deus quiser vai dar Brasil.”

Sobre sua alimentação Medina completou: “Esse ano eu fiquei mais em casa e consegui me alimentar melhor, parei de comer carne vermelha e isso tem me ajudado bastante, estou com médicos me ajudando na complementação alimentar. Nunca estive melhor de saúde e encontrei uma fórmula perfeita para mim”.

ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
Lívia Marquez durante entrevista coletiva - ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE

Para finalizar a entrevista Lívia Marquez deu seu recado: “O motivo da Oi ser parceira desses atletas é que acreditamos fortemente que temos muito a aprender com eles sejam no âmbito profissional ou pessoal. São muito resilientes e trabalham sempre com muita dedicação, garra e fibra, são otimistas, qualidades tão necessárias nos dias de hoje para esse mundo e esse país. Quero que eles se divirtam, evoluam. Cofiamos muito neles e temos muito orgulho desse time da Oi. Onde tem fibra nós estamos juntos”.

ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
Lívia Marquez durante entrevista coletiva - FOTO:ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
Carlos Burle foi o mediador da entrevista coletiva - FOTO:ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
Ítalo Ferreira durante entrevista coletiva - FOTO:ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
Gabriel Medina durante entrevista coletiva - FOTO:ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
DIVULGAÇÃO/OI
Campanha #tamojunto - FOTO:DIVULGAÇÃO/OI
FABIANA DE BELLI/ @BLOGDOSURFE
Alexandre Gondim colunista sobre surfe do jornal do Commercio durante a coletiva - FOTO:FABIANA DE BELLI/ @BLOGDOSURFE

Comentários

Últimas notícias