Ítalo esta fora do Surf Ranch e Medina já está no Rip Curl WSL Finals

Ítalo Ferreira não passa para as finais da sexta etapa do mundial e Gabriel Medina já esta classificado para a disputa do título mundial

Alexandre Gondim
Alexandre Gondim
Publicado em 20/06/2021 às 15:10
Notícia
TONY HEFF/WSL
Gabriel Medina - FOTO: TONY HEFF/WSL
Leitura:

Depois de surfar suas primeiras ondas no Jeep Surf Ranch Pro , a World Surf League anunciou que Gabriel Medina já garantiu seu nome entre os top-5 que vão disputar o título mundial de 2021 no Rip Curl WSL Finals, em setembro nas ondas de Trestles, na Califórnia. Ele vem fazendo uma temporada espetacular, decidindo o título em quatro das cinco etapas disputadas até agora, vencendo duas na “perna australiana”, o Rip Curl Narrabeen Classice o Rip Curl Rottnest Search.

“É uma sensação incrível”, vibrouGabriel, que lidera o ranking com mais de 8.000 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o atual campeão mundial Italo Ferreira.“Essa era uma das minhas metas esse ano e me sinto abençoado por fazer performances tão boas na Austrália e agora aqui também. Tem sido uma temporada incrível e só estou tentando aproveitar cada momento. E já estou pronto para as finais. Até breve Trestles (risos)”.

PAT NOLAN/WSL
Gabriel Medina - PAT NOLAN/WSL

Os dois surfistas que vêm dominando o pódio do Surf Ranch, foram os melhores de novo nas ondas da piscina idealizada por Kelly Slater no deserto da Califórnia, Estados Unidos. No sábado, 19/06, o bicampeão mundial Gabriel Medina, que está invicto com dois títulos nesta etapa doWorld Surf League Championship Tour, fez os recordes do dia. Ele só não superou as marcas do Filipe Toledo na sexta-feira, mas ambos ainda vão surfar mais uma onda neste domingo,20/06, para definir as posições do Qualifying doJeep Surf Ranch Pro O último dia foi iniciado as 9h20 nos Estados Unidos, 13h20 no Brasil onde será

Medina foi o último dos homens a competir na rodada inicial do Qualifying e já impressionou na primeira direita que surfou, fazendo uma série de batidas e rasgadas até pegar o primeiro tubo, ficando muito profundo lá dentro, mas não mostrou tudo que sabe no restante da onda e recebeu nota 7,47. Já a esquerda, iniciou variando bem as manobras, jogando muita água em todas, mandou um aéreo no meio da onda, emendou com uma batida e foi para o kerrupt flip para ganhar 8,37, fazendo as duas maiores notas do dia.

TONY HEFF/WSL
Gabriel Medina - TONY HEFF/WSL

Na segunda volta, melhorou a direita mandando quatro batidas e rasgadas antes de entrar no primeiro tubo de backside, desapareceu lá dentro, saiu e foi fazendo uma sequência incrível de manobras explosivas, com verticalidade em seis pancadões, até pegar outro tubo e fechar com um aéreo. Os juízes deram nota 8,63, para totalizar 17,00 pontos que ninguém superou no sábado. Com essa somatória, foi direto para o segundo lugar no Qualifying, atrás somente dos 17,80 pontos doFilipe Toledo na sexta-feira.

“Eu me sinto muito confortável aqui, conheço bem essa onda e minha prancha está ótima, então isso me deixa com bastante confiança”, disse Gabriel Medina, que comentou sobre a mudança em relação aos outros anos, agora surfando primeiro a direita e depois a esquerda.“Para mim não importa, porque vai ter que surfar para os dois lados mesmo e as ondas são perfeitas aqui. Fico mais preocupado em lugares onde as ondas mudam e podem não estar boas, mas aqui é sempre garantido que a onda vai ser boa”.

TONY HEFF/WSL
Italo Ferreira - TONY HEFF/WSL

Quem também estreou no sábado foi o vice-líder no ranking 2021 da World Surf League e atual campeão mundial, Italo Ferreira. O potiguar também venceu sua bateria, desde as notas 7,27 na direita e 6,27 na esquerda da primeira volta. Na segunda, ficou muito profundo no primeiro tubo da direita e aumentou a nota para 7,43, mas errou no início da esquerda. Mesmo assim, com os 13,70 pontos foi direto para o sexto lugar no Qualifying, dentro do grupo dos oito que se classificam para a semifinal. Ma já neste domingo não conseguiu se manter e foi desclassificado precocemente da competição.

PAT NOLAN/WSL
Italo Ferreira - PAT NOLAN/WSL

“Acho que eu estava empolgado demais na esquerda. Quando vejo as ondas formando rampas para os aéreos, sempre penso em fazer algo grande, mas nem sempre funciona”, disse Italo Ferreira.“Vou concentrar em ficar mais calmo e tentar melhorar as notas, para subir no Leaderboard (classificação geral). Estou ansioso para as próximas ondas, minha prancha está muito boa e rápida, então sei que consigo surfar melhor”. Apesar do pensamento positivo ele não foi bem.

 

PAT NOLAN/WSL
Gabriel Medina - FOTO:PAT NOLAN/WSL
TONY HEFF/WSL
Gabriel Medina - FOTO:TONY HEFF/WSL
TONY HEFF/WSL
Italo Ferreira - FOTO:TONY HEFF/WSL
PAT NOLAN/WSL
Italo Ferreira - FOTO:PAT NOLAN/WSL

Comentários

Últimas notícias