Disco/Jazz

Contrabaixista Lisa Mezzacappa se inspira em contos de Ítalo Calvino

O livro As Cosmicômicas foi a base para o repertório de Cosmicomics

José Teles
José Teles
Publicado em 27/07/2020 às 13:34
Notícia

Divulgação
Lisa Mezzacappa e grupo - FOTO: Divulgação
Leitura:

A contrabaixista Lisa Mezzacappa, um dos nomes de destaque do jazz da Costa Oeste americana, sempre surpreende quanto à fonte de inspiração dos seus projetos, geralmente literatura ou cinema, e nunca incursiona por obras populares. Em Cosmicomics, seu recém-lançado álbum, pelo selo Queen Bee, ela foi buscar música nos contos do livro As Cosmicômicas, do Italiano (nascido por acaso em Cuba) Ítalo Calvino.
Lisa procurou adaptar o ritmo da escrita de Calvino aos temas que compôs, que têm por título os contos que os inspiraram. Cosmicomics foi gravado no formato sexteto. Lisa Mezzacappa trazia a linha mestra do tema pronta, e contava aos músicos um resumo do enredo dos contos. Estes davam asas à imaginação.
John Finkbeiner (guitarra), Jordan Glenn (bateria), Tim Perkis (programações), Aaron Bennett(sax) e Mark Clifford (vibrafone), são músicos que tocam sob a batuta de Lisa há bastante tempo, (ela toca com pelo menos seis grupos diferentes). O resultado é irrotulável. Avant garde, free jazz, experimental... É jazz porque segue cânones estabelecidos, o improviso, por exemplo, Mas na realidade é musica contemporânea, vinda de várias fontes. Difícil, porém, não tão complexo que seja inalcançável. Assim como nas histórias de Calvino, o humor e o imprevisível tornam o disco bem palatável.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias