Desfile de "tanquinhos" nos Jogos Olímpicos do Rio

Publicado em 19/07/2016 às 17:19
Leitura:
Durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a partir de 5 de agosto, atletas do mundo inteiro vão estar demonstrando não só suas habilidades nas modalidades que vão disputar como também corpos esculpidos pela dura rotina de treinamentos. Por característica da vestimenta de determinado esporte, é possível conferir cada detalhe dos gominhos rasgados nos abdomens desses desportistas. A exemplo da natação (no caso dos homens) e do vôlei de praia (entre as mulheres). As roupas utilizadas pela maioria dos competidores de outras modalidades, porém, apenas insinuam o que o uniforme esconde. É o caso dos esportes coletivos, como vôlei, futebol e handebol, por exemplo. Para dar aquela forcinha a quem tem a curiosidade de saber como determinada modalidade (quando praticada em alto rendimento) pode favorecer o fortalecimento e definição do abdome, o Blog Vida Fit preparou uma seleção de algumas das barrigas mais trincadas que estarão no evento poliesportivo do Rio de Janeiro. Confira e inspire-se! Jaqueline Carvalho 13450106_10208854697865373_2623268489769290663_n Estrela da seleção feminina de vôlei, a pernambucana Jaqueline Carvalho exibe um corpo esguio e uma barriga bem sequinha. Para manter o abdome assim, ela chegou a declarar em entrevista a uma revista que não faz abdominais. A rotina da atleta consiste nos trabalhos com bola junto à seleção e aos treinos de musculação.   Guilherme Guido Guilherme-Guido-1_f578de1a O nadador volta aos Jogos Olímpicos depois de estrear em Pequim-2008 e ficar de fora de Londres-2012. Entre os nadadores da equipe brasileira, é um dos mais "secos" e esse fato fica comprovado pelos gominhos perfeitamente talhados em sua barriga. Guido é atleta do Pinheiros-SP, mesmo clube da pernambucana Joanna Maranhão, e vai disputar a Olimpíada nos 100m costas.   Ana Cláudia Lemos Ana Cláudia Lemos A velocista Ana Cláudia Lemos é considerada a mulher mais rápida do Brasil. Chegou a pegar cinco meses de suspensão após ser flagrada no antidoping, mas sua presença no Rio está garantida. Além do "tanquinho", ela ostenta um corpo todo trabalhado pelos treinos de explosão a que é rotineiramente submetida. Na Olimpíada, ela vai disputar os 100m, 200m, e o revezamento 4x100m.   Rafael Nadal screen-shot-2015-08-26-at-3-18-30-pm1 O espanhol Rafael Nadal demorou, mas confirmou sua presença nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Com um vasto histórico de lesões, o número 4 do mundo chegou a ter sua participação ameaçada no torneio poliesportivo. Por baixo da blusa frouxa dos uniformes do tênis, o Touro Miúra ostenta um abdome daqueles, fruto dos anos de dedicação ao tênis em nível profissional.   Fabiana Murer fabiana_murer-469979 Principal estrela da delegação brasileira do atletismo nos Jogos Olímpicos do Rio, Fabiana Murer é outra brasileira que exibe um corpo esculpido pela árdua rotina de atleta de alto rendimento. A barriga sequinha e definida da especialista no salto com vara está sempre em evidência durante as competições.   Michael Phelps Michael Phelps O maior atleta olímpico da atualidade, dono de 22 medalhas olímpicas, sendo 18 de ouro, é dono de um corpo de suscitar suspiros. Bastante longilíneo, o norte-americano é uma máquina de conquistar vitórias quando entra na piscina. São 84kg de pura massa muscular, distribuídos em 1,93m. O mais desesperador é que ele tem esse corpão com uma dieta de 12.000 calorias, e sem nenhuma restrição. Bacon e pizza são uma constante na alimentação do atleta.   Etiene Medeiros   etine medeiros A pernambucana Etiene Medeiros é outra que exibe um abdome daqueles, mas que está sempre escondido pelos maiôs de natação. Para cultivar seus gominhos, Titi encara uma rotina muito pesada de treinos na piscina e musculação. Diferente de Phelps, porém, ela tem uma dieta bem restrita e, durante o período de preparação para as competições, não pode comer comidas regionais, como o cuscuz e a tapioca que ela tanto gosta.   Usain Bolt Usain-Bolt-Abs O homem mais rápido do mundo, especialista nos 100m e 200m, é uma das estrelas mais aguardadas nos Jogos Olímpicos do Rio. Durante a seletiva olímpica jamaicana, Bolt se machucou e, por pouco, não desfalca a constelação de astros que vai estar competindo na Olimpíada brasileira. Quem segue o velocista no Instagram entende como ele conseguiu ter uma barriga como esta, demonstrada na foto acima. Não são raras as vezes em que o atleta ultrapassa os limites do corpo para atingir marcas extraordinárias na pista de atletismo. O jamaicano costuma vomitar após os treinos, tamanha a exaustão dos trabalhos que realiza.   Samira Rocha samira rocha A ponta esquerda da seleção brasileira de handebol é mais uma pernambucana "trincada" nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A jogadora atingiu o auge da forma física este ano, após se recuperar de uma cirurgia na tíbia. Além dos treinos na quadra, Samira realiza muito treinamento de força e tem um apreço especial pelos exercícios abdominais de difícil execução.   Victor Penalber Victor Penalber O judoca da seleção brasileira vai representar o Brasil na categoria -81kg dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Por baixo do quimono pesado, o atleta exibe um abdome daqueles, fruto dos treinos puxados que o seu esporte exige.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias