Páscoa sem culpa com chocolate terapêutico

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 10/04/2017 às 15:59
O chocolate terapêutico tem 70% de cacau, sem açúcar , glúten e lactose. Foto: Divulgação
O chocolate terapêutico tem 70% de cacau, sem açúcar , glúten e lactose. Foto: Divulgação
Leitura:
[caption id="attachment_2040" align="alignnone" width="748"]"O O chocolate terapêutico tem 70% de cacau, sem açúcar , glúten e lactose. Foto: Divulgação[/caption]Uma das épocas mais difíceis do ano para quem faz dieta está chegando. A partir da próxima sexta-feira, quando acontece o tradicional almoço da Sexta-feira Santa, delícias do período pascal costumam castigar quem se esforça para não dar aquela fugidinha da dieta. A situação fica ainda pior para os que gostam de doces, sobretudo o chocolate, um dos alimentos mais consumidos no período. Mas dá para se permitir sem tanta culpa. Tudo depende do tipo do doce escolhido e da quantidade ingerida.De acordo com os nutricionistas, o grande problema do chocolate ao leite e de seus derivados é o baixo teor de cacau contido nas receitas. Em contrapartida, há uma concentração elevada de açúcar e gordura, que causam malefícios à saúde, como diabetes e hipertensão. Por esse motivo, a escolha de consumo deve ser guiada em direção aos do tipo meio-amargo. De preferência, com concentração a partir de 70% de cacau. Estudos apontam que quanto maior a quantidade desse ingrediente, menor é a vontade de comer.Seguindo esse padrão, uma das opções disponíveis no mercado é o chamado chocolate terapêutico, encontrado apenas nas farmácias de manipulação. Produzido com 70% de cacau, o produto ainda é elaborado sem gorduras trans, glúten, lactose, nem açúcar. O interessante é que essa derivação do doce foi pensada para ajudar as pessoas a aderirem a determinados tratamentos médicos.
É uma base gostosa e segura para ajudar o paciente. Há pessoas que usam quando precisam ingerir fitoterápicos, já que mascara o sabor. É uma maneira de se administrar medicamentos de uma forma prazerosa.Daniela Oliveira, farmacêutica.
Os chocolates terapêuticos também podem ser consumidos independente da adição de medicações em suas fórmulas. É uma opção recomendada ainda para quem tem intolerância ao glúten, à lactose e aos diabéticos. Usamos adoçantes sintéticos no produto, benéficos à saúde. É uma base segura, garantiu Daniela.A nutricionista Rosa Idalina Costa já prescreveu bastante o chocolate terapêutico. Hoje, porém, prefere administrar os ativos em cápsulas e inserir o chocolate no plano alimentar. Quanto mais cacau, melhor. Costumo introduzir o chocolate com 70% e depois passo para o com 85%, para acostumar o paladar. Mas não recomendo mais de 10g por dia, ensinou.Para comprar o chocolate terapêutico, porém, é necessário comparecer a uma farmácia de manipulação com uma receita, prescrita por um nutricionista ou farmacêutico. Cada tablete tem cerca de 10g, equivalente a um bombom.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias