Carboidratos: confira os sinais de que o consumo foi excessivo

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 13/12/2017 às 16:51
Os carboidratos são grandes fontes de energia, mas não devem ser consumidos em excesso.
Os carboidratos são grandes fontes de energia, mas não devem ser consumidos em excesso.
Leitura:
""O modelo de alimentação adotado por muitas famílias acaba induzindo as pessoas a consumirem mais carboidratos do que o organismo precisa. Isso porque os produtos industrializados apresentam grande quantidade desse macronutriente. Alguns de maneira que nem se imagina. Uma dieta equilibrada tem a recomendação de, pelo menos,  45% das calorias diárias serem supridas por meio dos carboidratos. Ainda assim, tem muita gente exagerando e bombardeando o corpo com o açúcar proveniente de alimentos com essa fonte.Quando o consumo desse macronutriente ultrapassa o recomendado, o corpo costuma responder com alguns sinais. Isoladamente ou em conjunto. Em caso mais sérios, pode ser criada uma resistência à insulina, uma das predisposições para o surgimento do diabetes tipo 2.Boa parte dos pães, massas, doces, cereais e frutas como manga, uva e banana são fontes de carboidratos simples. Essa classificação do macronutriente tem o índice glicêmico elevado (quantidade de açúcar disponível no sangue após o consumo). Já raízes como inhame, macaxeira, batata doce e os cereais integrais fornecem carboidratos complexos, de menor índice glicêmico.

CONFIRA OS SETE SINAIS DO EXAGERO DE CARBOIDRATOS

""

-CANSAÇO EXCESSIVO

Apesar de o carboidrato ser uma das principais fontes de energia, o consumo excessivo leva um bombardeio de glicose para o sangue. Nessa situação, a insulina passa a ser liberada em maior quantidade, mas, em muitos casos, não consegue fazer o açúcar entrar nas células como deveria. Como resultado, o cansaço aparece e pode ser seguido de uma resistência a insulina.

-MUITA SEDE E VONTADE DE URINAR

Quando o carboidrato é consumido em grandes quantidades, a glicose não consegue ser processada pelo organismo. Como consequência, há um aumento da sede para que o corpo possa se livrar da substância pelo aparelho excretor. Como também acontece uma perda não programa de fluidos, a sede persiste e esse processo segue como uma "bola de neve".

-AUMENTO DO APETITE

Como o exagero nos carboidratos faz o corpo não lidar com a glicose como deveria, a resposta é um aumento da fome. Como boa parte desse açúcar não entra na célula, o organismo entende que precisa de mais comida para ter energia.Outro ponto é que uma refeição rica em carboidrato é rapidamente digerida, fazendo com que a sensação de fome chegue mais cedo.

-SINAIS NA PELE

Coceira, pele mais seca e manchas escuras nas virilhas e axilas podem ser um sinal da resistência à insulina. Problemas alérgicos, porém, precisam ser investigados.

-BAIXA CONCENTRAÇÃO

Como a glicose não vai para dentro da célula como deveria, o corpo responde com a sensação de fadiga e um dos sintomas associados ao cansaço é a falta de capacidade de concentração. Apesar desse sintoma não ser exclusivo do consumo exagerado de  carboidrato, não pode ser desconsiderado.

- INFECÇÃO URINÁRIA

Muito carboidrato é sinônimo de muito açúcar no sangue. Esse aumento desnecessário compromete o sistema imunológico, favorecendo o aparecimento de infecções. Quadros de infecção urinária e candidíase são favorecidos em situações de hiperglicemia.

-GASES E BARRIGA INCHADA

O açúcar é um dos grandes agentes na formação de gases e do estufamento da barriga. Para piorar, os carboidratos simples, pobres em fibras, ainda favorecem a constipação dos intestinos.Muitos desses sintomas também são característicos do diabetes. Portanto, além de não exagerar no consumo de carboidratos, é importante estar atento à taxa de glicose no sangue.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias