Opinião: a vez do profissional de Educação Física

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 20/10/2019 às 8:12
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
Leitura:
[caption id="attachment_3482" align="alignnone" width="748"]"" A maneira como as pessoas encaram a vida mudou e a demanda por profissionais de Educação Física cresceu naturalmente Foto: Arquivo Pessoal[/caption]Demorou um pouco. E o reconhecimento ainda não é o ideal. Mas a importância do trabalho desempenhado pelo profissional de Educação Física já começa a ter mais relevância na sociedade. Tanto que o curso é um dos mais procurados, também em universidades particulares. Raras são as instituições que não começam os semestres com as salas abarrotadas de alunos.O fato é que a maneira com a qual as pessoas passaram a encarar a vida mudou. Fumar não é mais sinônimo de elegância. Tornou-se até um hábito que incomoda muitas pessoas. Por mais que as noitadas ainda ditem o ritmo dos finais de semana, há os que optem por dormir cedo para treinar, desempenhar alguma atividade esportiva em grupo no outro dia.

VIVER MAIS E MELHOR

A demanda por profissionais de Educação Física aumentou naturalmente. Porque as pessoas não estão apenas interessadas em viver mais. Elas querem viver mais e melhor. Chegar aos 80 anos com um bom nível de mobilidade e independência. E a única forma de garantir isso é praticando exercícios com boa orientação.Mais que ajudar a esculpir belos corpos, muitos dos que escolhem atuar neste segmento se dedicam a trabalhar com prevenção. Ajudam a diminuir a conta na farmácia e aumentam a satisfação pessoal, o bem-estar e a qualidade de vida.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias