Entenda por que o pilates faz tão bem às gestantes

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 22/10/2019 às 9:52
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:
[caption id="attachment_3091" align="alignnone" width="748"]"" Divulgação[/caption]Muita gente já ouviu falar que o pilates está entre as modalidades ideais para serem praticadas durante a gravidez. O motivo disso, no entanto, ainda é desconhecido do grande público. E está associado à possibilidade dessa modalidade de treino trabalhar de forma bem específica um pequeno grupo muscular essencial ao bem-estar da futura mamãe. Trata-se do assoalho pélvico, que fica no chão da pelve e é responsável por dar sustentação ao útero, intestino e bexiga, além do bebê. [caption id="attachment_3777" align="alignnone" width="748"]"" Meisse Peixoto destaca os benefícios da prática do pilates para as gestantes. Foto: Paulo Higor Nunes/Divulgação[/caption]
Gestantes que fazem o trabalho de fortalecimento do assoalho pélvico tendem a ter um parto mais tranquilo e um pós-parto mais confortável. Com os músculos mais fortes e firmes, a gestante sente menos dores nas costas, movimenta-se com maior facilidade e tem mais disposição para realizar suas atividades do dia a dia, o que pode ajudar na hora de arrumar tudo para a chegada do bebê"Meisse Peixoto,  fisioterapeuta certificada na metodologia Liberty Pilates Training.
Além de tudo isso, segundo a especialista, a prática do pilates, de uma forma geral, traz benefícios como maior controle do peso, aumento da resistência e condicionamento físico, melhora na circulação sanguínea e ainda da respiração, o que aumenta a oxigenação do bebê.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias