Mexa-se contra a trombose!

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 06/12/2019 às 9:37
Leitura:
[caption id="attachment_3850" align="alignnone" width="748"]"" Exercícios para a panturrilha ajudam a melhorar a vascularização dos membros inferiores. Foto: JC Imagem[/caption]Praticar exercícios físicos com regularidade diminui o risco de uma série de problemas de saúde que encontram no sedentarismo o principal meio desencadeador. Um deles é a trombose. Trata-se da terceira doença vascular mais comum, ficando atrás apenas do infarto e do acidente vascular cerebral. Portando, adotar novos hábitos de vida é essencial. Tanto para prevenir este mal, quanto para melhorar a qualidade de vida de quem já teve a doença e não pretende passar novamente pela experiência.A trombose venosa profunda (TVP), como é conhecida a doença, caracteriza-se pela formação de coágulos sanguíneos localizados em um ou mais vasos da parte inferior do corpo. Esse quadro provoca muita dor, queimação na região, mudança de cor e inchaço.Uma das grandes preocupação médicas por trás da doença diz respeito ao risco de o coágulo se desprender do vaso sanguíneo e se movimentar na corrente sanguínea, em um processo chamado de embolia. A embolia pode ficar presa no cérebro, nos pulmões, no coração ou em outra área, levando a lesões graves.O tratamento da trombose venosa profunda inclui medicações anticoagulantes e cirurgias nos casos mais graves. Os exercícios surgem como essenciais para afastar o risco da doença, pois as contrações musculares  provocadas pela atividade ajudam muito o fluxo das veias.[caption id="attachment_3520" align="alignnone" width="748"]""  Ivan Xavier é personal trainer e especialista no treinamento para grupos especiais Foto: Arquivo Pessoal[/caption]
Exercícios físicos como caminhadas, além de exercícios de musculação para membros inferiores, de preferência na posição ortostática (de pé), ou em alguns casos em gravidade negativa ( pernas para cima), parecem surtir melhores resultados, outras recomendações, com relação a prática de exercícios físicos, são importantes, como não realizar manobra de vasalva ( prender a respiração), sempre ficar de pé nos intervalos, fazer exercícios específicos para panturrilhas (batata da perna), de preferência em pé  e com peso do corpo"Ivan Xavier, personal trainer e especialista em treinamento para grupos especiais
A questão do foco aos trabalhos para a panturrilha, destacado pelo personal trainer, justifica-se pelo fato de esta parte do corpo atuar como um "segundo coração". Quando são trabalhada, comprime as veias das pernas que potencializam o retorno do sangue ao coração."Outra forma de prevenção é tentar não ficar muito tempo sentado, e se preciso for fazer algumas pausas, ficando em pé, caminhando um pouco e movimentando os pés", destacou Ivan Xavier.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias