Corredor chuta cachorrinho durante prova e perde principal patrocinador

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 17/01/2020 às 8:35
Colombiano terminou a prova em segundo lugar, mas perdeu seu principal patrocínio. Foto: Reprodução/Instagram
FOTO: Colombiano terminou a prova em segundo lugar, mas perdeu seu principal patrocínio. Foto: Reprodução/Instagram
Leitura:
[caption id="attachment_4019" align="alignnone" width="748"]"" Colombiano terminou a prova em segundo lugar, mas perdeu seu principal patrocínio. Foto: Reprodução/Instagram[/caption]O colombiano Jaime Alejandro perdeu o patrocínio da Under Armour após chutar um cachorrinho durante os 15km da Saint Silvester Road Race, no dia 31 de dezembro. A prova é bastante tradicional e configura uma versão colombiana da Corrida Internacional de São Silvestre, realizada no Brasil. Na ocasião, o atleta conquistou o segundo lugar na disputa, mas seu resultado foi ofuscado por sua atitude durante o percurso. Ele contou que agiu por impulso e retirou o animal com um chute. O vídeo viralizou na internet, a empresa patrocinadora tomou conhecimento da situação e anunciou o rompimento da parceria com o atleta.>> BLOG SORTEIA KIT PARA A 17ª EDIÇÃO DA CORRIDA DAS PONTES  >> OS PIORES ERROS DE QUEM FAZ MUSCULAÇÃO E NÃO CONSEGUE HIPERTROFIANOTA OFICIAL"A Under Armour encerrou sua relação com Jaime Alejandro depois que o vídeo veio à tona nos últimos dias. A empresa não tolera nenhuma violência ou comportamento que possa prejudicar ou colocar animais em perigo, diz trecho da nota oficial. Jaime também publicou um vídeo pedindo desculpas e justificando sua atitude "em um momento de euforia causado pela corrida". "Não considerei minhas ação. Peço desculpas, mas não estou justificando o que fiz. Espero pagar isso de alguma forma, quem sabe ajudando cachorros de rua. Eu não pensei na hora e digo que posso ter atitudes brutas quando estou em competição", argumentou o atleta.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias