Coluna

O poder e a arrogância

Quando você é livre, o amor floresce em você.

João Carvalho
João Carvalho
Publicado em 13/06/2021 às 18:57
Notícia
PIXABAY
'Importante hoje mantermos a distância dos corpos e a proximidade dos corações' - FOTO: PIXABAY
Leitura:

Se você está atento, você pode sentir, você pode reconhecer isso. Porque quando a arrogância chega em você, em algum lugar, isso te incomoda. Dentro de você, isso te alfineta. Nessa hora, só acorde. Outra coisa é: não sente e se analise demais. Seja espontâneo e siga em frente. Uma vez ou outra, é bom se analisar. Mas ficar sentado todo dia se analisando: será que eu sou feliz? Será que sou infeliz? Eu sou arrogante? Eu sou humilde? É muita dor de cabeça! E é um exercício desnecessário.

Isso pode te levar a 2 situações: Uma é que pode fazer você achar que está sempre correto e ser presunçoso. “Tá vendo? Eu estou sempre correto.” Quando uma pessoa acha que está sempre correta, ela se torna presunçosa e ela convida a raiva. Ela está propensa a sentir raiva.

Todas as pessoas com raiva no mundo, se você observá-las, elas tem a sensação de estarem e serem muito corretas. “Ah, eu estou sempre certo!”. Então, número 1, presunção (sensação de estar correto) traz raiva.
Segundo: Suponha que você ache que não foi correto, então qual a sensação que isso traz para você? Culpa!

Nesse caso, quem é que sofre? Se você está certo, você sofre. Se você está errado, você sofre.
Se você está certo, você sofre porque você sente que todo mundo a volta está sendo injusto com você. Só você está certo. E isso irá alimentar a raiva em você.

E se você sentir que está errado, ou que não foi correto, isso te incomoda por dentro. “Sou culpado, sou culpado”. Isso é outro aborrecimento. O melhor é: Apenas deixe ir. Ofereça tudo, bom ou ruim, tudo. Ofereça todas as ações para o divino. Dessa mesma forma, qualquer culto ou adoração vai apenas para uma divindade. Qualquer ação, seja pelas minhas palavras, meu corpo ou meus sentidos, tudo o que eu já fiz e estou fazendo, eu ofereço ao divino.

Ofereça tudo de bom e de ruim, só assim você se torna oco e vazio, e livre. Quando você é livre, o amor floresce em você. Se você não é livre, o amor não floresce e as virtudes não surgem em você. Você não pode dizer: “eu tenho estas tais virtudes” e se sentir chateado, sufocado, com raiva ou agitado por dentro. Quando que você pode sentir devoção, clareza e felicidade? Apenas quando você sente liberdade. A liberdade só vem quando você abre mão do passado e do futuro.

Comentários

Últimas notícias